0 / 0

Covid-19: Catequese de Leiria com propostas para o confinamento

Serviço diocesano lembra possibilidades para este tempo de confinamento

Com a entrada num novo período de confinamento, que se prolonga até ao dia 30 de janeiro, o Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa publicou um comunicado onde, acerca da catequese, afirma que a mesma "continuará em regime presencial onde for possível observar as exigências sanitárias; de contrário, pode ser por via digital ou cancelada. Recomendamos ainda que outras atividades pastorais se realizem de modo digital ou sejam adiadas".

Atento à situação da catequese o Serviço Diocesano de Catequese de Leiria-Fátima (SDC) reforça a ideia de que não existe "obrigatoriedade de cancelar os encontros presenciais de catequese, que podem/devem manter-se sempre que os espaços e demais condições assim o permitirem" e convida as comunidades e catequistas a apostarem "na via digital" como alternativa possível ao regime presncial.

"No caso de não ser possível realizar os encontros presenciais, sejam feitos por via digital, apostando sempre num acompanhamento próximo das crianças ou adolescentes e suas famílias", afirma um comunicado enviado hoje ao EDUCRIS.

O padre José Henrique Pedrosa, diretor do SDC de Leiria-Fátima, reforça a ideia "que os catecismos da infância têm sempre uma proposta, em cada catequese, chamada «Em Família» que, para além de uma síntese da catequese, procura envolver os pais na caminhada dos filhos" e que o cancelamento da mesma deve ser um último recurso.

"Em último caso, não havendo possibilidade de ser realizada presencialmente, nem por via digital, poderá ser cancelada. Neste caso, continuando com o princípio essencial de acompanhamento, será bom que se possam enviar propostas para os catequizandos/famílias realizarem em casa, tendo em conta a caminhada catequética que o grupo está a viver, podendo privilegiar a escuta da Palavra, a oração pessoal e familiar".

Educris|15.01.2021



Newsletter Educris

Receba as nossas novidades