0 / 0

Cultura/Igreja: «Pietre Vive» organizam encontro em Lisboa

Iniciativa, que alia a fé à arte, reflete sobre vocação, arte e espiritualidade

A cidade de Lisboa acolhe, de amanhã, dia 29 de abril, a 1 de maio, o encontro internacional do grupo Pietre Vive (Pedras Vivas). Estas comunidades, ligadas à espiritualidade inaciana, espalhadas pelo mundo, tem como missão “a oração e o estudo em comum e oferecem visitas guiadas a igrejas enquanto casas de cristãos”.

Subordinado ao tema «Vocação: Um convite para a vida» o encontro de Lisboa realiza-se no Centro Universitário Padre António Vieira (CUPAV) e vai contar com conferências e uma ronda de workshops que se realizam em vários lugares da cidade.

O encontro inicia-se na tarde do dia 29 de abril com um concerto do laboratório. A 30 de abril, quando se realizam as conferências «A vocação na Bíblia», proferida pelo padre Miguel Gonçalves Ferreira, sj e «Teofanias Pop: o chamamento mainstream de Deus à vocação», numa reflexão do padre Nelson Faria, sj. Ao final do dia os participantes celebram Eucaristia acompanhada por fado.

O programa inclui ainda uma ronda de workshops, em que cada participante pode escolher uma temática que vai desde “uma experiência de oração guiada na Igreja de São Domingos, até uma conversa com o músico e pastor protestante Tiago Cavaco sobre a vocação através da música”, num total de 7 iniciativas.

As inscrições podem ser feitas através do e-mail (pietrevive.lisboa@gmail.com).

Para conhecer o projeto consulte o site http://www.pietre-vive.org/

Quem são as Pietre Vive (Pedras Vivas)

As Pietre Vive (Pedras Vivas) são comunidades de espiritualidade inaciana, espalhadas pelo mundo, que rezam juntas, estudam juntas, e oferecem visitas guiadas a muitas igrejas que fazem parte do património histórico e cultural. Pretendem oferecer uma forma de olhar para as igrejas não só como museus de pintura e escultura, mas como casa dos cristãos: lugares onde é possível entrar em relação com o transcendente.

Todos os anos organizam um evento internacional de formação, onde participam membros de todas as comunidades do mundo, em ambiente de oração e partilha de conhecimento, se explora a cidade anfitriã à luz do tema do ano. O encontro de Lisboa dirige-se a jovens, entre os 18 e os 35 anos, das paróquias portuguesas e movimentos católicos.

Educris|28.04.2022

 



Newsletter Educris

Receba as nossas novidades