0 / 0

Açores: EMRC fez-se presente num ano letivo «difícil»

Bento Aguiar fez um balanço positivo de uma disciplina que conta com mais de 13 mil inscritos

O delegado do Serviço Diocesano da Pastoral Escolar na ilha de São Miguel e coordenador regional dos professores de Educação Moral católica, professor Bento Aguiar, fez um balanço positivo do trabalho desenvolvido pela disciplina no arquipélago dos Açores.

Foi um na difícil, mas correu bem. Estivemos presentes, acompanhamos os alunos à distância, criámos aulas virtuais e estivemos sempre em contacto com os alunos; por isso só posso estar grato a todos pelo empenho e pela dedicação”, afirmou ao site ‘Igreja Açores’.

Numa realidade “dispersa por várias ilhas” e perante “o fecho das escolas” Bento Aguiar mostrou-se satisfeito pelo trabalho desenvolvido pelos docentes do grupo de recrutamento 290.

“O balanço que fazemos é que nos Açores, nas oito ilhas onde existe a oferta todos os professores mantiveram um contacto muito próximo com os alunos em todos os níveis de ensino”, indica Bento Aguiar.

Com “cerca de 13 mil inscritos na disciplina” o delegado lembra que “ainda temos quatro ou cinco escolas que não têm a disciplina” e, no ensino secundário, “a sua presença é residual sendo um desafio para o próximo ano a par da aposta no Ensino Profissional”.

Em altura de matrículas o coordenador regional desafia “alunos e pais” à inscrição em Educação Moral e Religiosa Católica” numa altura em que o arquipélago passa a contar com “18 novos docentes que provem de outras áreas disciplinares” e que vão “receber formação especifica de modo a obterem a profissionalização e pedir a agregação aos quadros das escolas açorianas”.

“Com este esforço, que resulta da congregação de muitas vontades no arquipélago e no continente vamos, dentro de dois anos, ter todos s docentes de EMRC em condições de acederem aos quadros da região”.

De oferta obrigatória e frequência facultativa a disciplina de EMRC encontra-se disponível em todo o sistema de ensino português. A partir do ano letivo 2018/2019, passou a integrar as matrizes dos cursos profissionais (Decreto-Lei nº 55/2018, de 6 de julho).

Educris|17.06.2020



Newsletter Educris

Receba as nossas novidades