EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Porto: Alunos e professores querem construir uma escola no Quénia

O Plano anual da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) da diocese do Porto prevê a ajuda à construção de uma escola do Quénia numa ação em que o Secretariado Diocesano do Ensino da Igreja nas Escolas (SDEIE) se associa a uma antiga aluna da disciplina.

 

"Refletir sobre o programa da disciplina" procurar dotar os docentes de "orientações concretas e estratégias de ação para o trabalho em sala de aula" foram dois dos objetivos que reuniram, na Casa do Vilar mais de duas centenas de professores de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) do Porto.

 

O diretor do Secretariado Diocesano do Ensino da Igreja nas Escolas (SDEIE), António Madureira, deu inicio aos trabalhos desafiando os professores da diocese a "fazerem seu o lema do ano" e convidou-os, "a concretizá-lo em fidelidade criativa, nas escolas, e em diálogo pastoral com as comunidades cristãs e com os seus pastores".

O professor agradeceu, ainda, a presença do bispo diocesano, D. António Francisco dos Santos que "nos convida sempre a irmos às periferias que existem nas nossas escolas".

Em ano de centenário das aparições da Cova da Iria o SDEIE do Porto propõe aos docentes da diocese o lema: «Com Maria, renovai-nos nas fontes da alegria».

O Bispo do Porto pediu aos docentes para serem na escola "professores de uma diocese feliz" e lembrou "as dificuldades que existem hoje para se ser educador e professor". Como professores de EMRC D. António Francisco dos Santos convidou os docentes a descobrirem "importância da vida espiritual de cada um" e agradeceu "o empenho dos docentes nas comunidades cristãs locais".

Durante a manhã o professor Luís Silva, um dos autores dos manuais do Ensino Secundário, trouxe algumas propostas e orientações para a lecionação da disciplina nesse ciclo de ensino. O docente realçou que a disciplina de EMRC é indispensável no sistema educativo português, relacionando a Lei de Bases do Sistema Educativo e o programa da disciplina de EMRC.

Após o almoço o professor Ricardo Cunha deu a conhecer o Plickers, como proposta de ferramenta para avaliar na disciplina de EMRC. O docente realçou que com recurso a um cartão os alunos podem responder em tempo real a perguntas colocadas pelo docente. A utilização desta aplicação permite ao docente identificar as dificuldades de cada aluno em tempo real, permitindo um ensino mais individualizado, bem como uma recolha sistemática de informação para a avaliação formativa dos alunos, de forma a reorientar o processo ensino-aprendizagem de acordo com as dificuldades evidenciadas pelos alunos.

No final da formação o diretor do SDEIE, António Madureira, apresentou o Plano Anual de atividades com destaque para a atividade do Advento e Natal:

"Este ano vamos ajudar a construir uma escola numa das maiores favelas do mundo, em Mathare, Quénia". A disciplina vai mobilizar as dezenas de milhares de alunos da diocese para "se associarem ao projeto 'Há ir e voltar', de Diana Vasconcelos, antiga aluna de EMRC e voluntária no Quénia.




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |