EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Portalegre- Castelo Branco: docentes refletem sobre a misericórdia

Teve lugar no passado dia 10, quarta-feira de cinzas, um encontro/reflexão, na Casa Diocesana de Mem Soares, dos professores de Educação Moral e Religiosa Católica, da Diocese de Portalegre-Castelo Branco.

Para ajudar neste início da caminhada quaresmal, esteve presente o Vigário Geral, Padre Paulo Dias, que lançou desafios de reflexão a partir do tema: “Compreender o(s) rosto(s) da misericórdia”.

Depois da oração da manhã, o Padre Paulo, começou por destacar a importância deste Ano da Misericórdia e de como ele é de todo uma oportunidade muito especial, um momento de reconciliação que pode e deve marcar definitivamente as nossas vidas.

Salientou  a importância do Sacramento da Confissão e como devemos “fazer dele o centro da nossa vida”. Acentuou o carácter prático, no sentido de celebrar, “procurando dar espaço a nós para essa presença de Deus”.

Falou depois um pouco dos documentos que têm saído para este Ano da Misericórdia, destacando tudo o que o Papa tem escrito e dito e que nos pode ajudar a orientar neste ano especial.

A reflexão que se seguiu teve como base uma das Parábolas deste Ano da Misericórdia, do Filho Pródigo. A força impulsionadora da misericórdia de Deus estende-se a toda a humanidade. Direcionou ainda a reflexão no sentido de perceber como a parábola diz respeito a cada um de nós.

Terminada a reflexão, seguiu-se a celebração da Eucaristia que foi seguida de adoração ao Santíssimo, havendo espaço para confissões e partilha de oração. Um momento alto do dia, conduzindo todos a vivenciar este momento como um degrau no sentido de levar a uma renovação interior.

Depois do almoço, houve tempo para informações, nomeadamente a preparação do VI Encontro Diocesano do 9º ano e Secundário, em Abrantes, no dia 15 de Março e o Encontro Nacional de EMRC do Secundário, em Lamego, dos dias 8 e 9 de Abril.

Cada um partiu mais rico da Misericórdia  de Deus,  respondendo assim ao apelo do Papa que convida a que neste ano, como cristãos, nos sintamos enviados como “Missionários da Misericórdia”  a fim de sermos para os outros sinal da proximidade de Deus.

Conceição Cardoso




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |