EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Lisboa: Docentes aprendem estratégias pedagógicas para o 1º ciclo

“A aula de EMRC no 1º ciclo: Estratégias de Harmonia” foi o tema da formação para docentes de EMRC que decorreu no passado dia 9 de janeiro no Patriarcado de Lisboa.

A iniciativa, da responsabilidade do Secretariado Diocesano do Ensino Religioso Escolar (SDER) de Lisboa contou com a orientação da professora Maria João Palma.

Em declarações ao EDUCRIS Ricardo Cunha, docente da disciplina no Porto afirmou que a mesma permitiu “conhecer algumas estratégias de harmonia” e “técnicas concretas, testadas e experienciadas para um melhor funcionamento da sala de aula de EMRC no 1º ciclo, permitindo um ambiente harmonioso e facilitador do processo ensino-aprendizagem”.

Para este docente as propostas apresentadas durante a manhã, “baseadas em técnicas do Whole Brain Teaching, permitem que aulas sejam mais atrativas, organizadas e dinâmicas mantendo, no entanto, o ambiente da sala de aula organizado e sem confusão”, referiu.

Ao longo da manhã os docentes da disciplina apreenderam e testaram técnicas diversas como a “do espelho” que permite aos mais novos “imitarem os gestos e palavras do professor ou gestos específicos para pedir silêncio, pedir permissão para ir à casa de banho ou regras da sala de aula”, completou.

Estratégias de aprendizagem no 1º ciclo: A importância da planificação

Para Nuno Caramelo, docente de EMRC na diocese de Santarém, uma das grandes mais-valias da formação foi o destaque dado ao papel de uma “planificação bem cuidada” que “ permita a utilização do lúdico como veículo transmissor da mensagem”. Este docente destaca algumas das técnicas apresentadas na sessão de formação como “método ROSA (Realidade; Objetivo; Soluções para alcançar o objetivo e Ação), e o método AMOR (Acolhimento, Motivação, Operacionalização e Resumo) ”. Nuno Caramelo alegra-se por ter tido a oportunidade de ter participado na ação de formação uma vez que sente que “aprendi bastante num conjunto de quatro horas de formação que nem dei por passarem” e realça “as orientações claras e apelativas, para utilizar nas aulas do primeiro ciclo e não só”.

Uma manhã de sábado que valeu a pena

No final da sessão Ana Candeias Oliveira, docente de EMRC da diocese de Lisboa era uma professora “contente” por ter participado numa formação “bem estruturada, diversificada, prática e adequadíssima quer na forma quer no conteúdo” aos desafios do 1º ciclo.

Para esta docente, que confidenciou ao site do SDER, que “não me apetecia nada ter vindo porque era sábado de manhã e chovia”, esta iniciativa foi válida por ter permitido “colocar em ação e experimentação uma série de estratégias que resultam bem com o 1º ciclo”, e perceber que “não é preciso adquirir muitos materiais ou  gastar muitos recursos para diversificar e dinamizar a aula de EMRC do 1º ciclo”, apontou.

Na sessão de formação compareceram mais de cinquenta docentes provenientes de várias dioceses do país.

Pode acompanhar o trabalho da formadora no blog sermais.blogspot.pt 

Imagem: Ricardo Cunha

 

 

 




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |