EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Aveiro: Rumo certo da EMRC passou por Ílhavo

Cerca de 3600 alunos participaram no 14.º encontro inter-escolas da Educação Moral e Religiosa Católica. Foi na sexta-feira, em Ílhavo.

Todos os anos é assim. Perto do meio-dia, num dia de primavera, as pessoas de uma dada localidade saem à rua ou espreitam pela janela e perguntam: Mas de ondem vieram tantos jovens? Foi assim, nos últimos anos, em Anadia, Águeda, Estarreja e Sever do Vouga. Foi assim, no dia 15 de maio, em ílhavo. Mais de três mil jovens, com faixas e bandeiras, uns a gritar outros a cantar, passaram pelo centro da cidade, deixando alegria no ambiente e admiração em quem observava.

Recolhemos as impressões de algumas pessoas. “Pelo que eu sei, são alunos de Religião e Moral. Não sei mais nada, mas estou muito admirada com tanta boa disposição. É engraçado. Uma manifestação engrada. Milhares de alunos. Não sabia que há tantos alunos das aulas de Religião e Moral”, disse Rosa Irene, que sexta-feira parou em frente aos Bombeiros de Ílhavo para ver a caminhada dos alunos. Já João Chuva sabia do que se tratava: “São meninos das escolas que andam naquilo… (“Religião e moral”, acrescenta a esposa). Isso, Religião e Moral. Acho muito bem. Eu sabia que hoje vinham aqui muitos jovens porque o meu neto me disse. Ele vai ali à frente”.

A marcha pela terra que acolhe o encontro é sempre um momento alto do inter-escolas da Diocese de Aveiro, que vai na 14.ª edição. O encontro dos alunos de Educação Moral e Religiosa Católica é principalmente de festa. D. António Moiteiro dirigiu umas brevíssimas palavras aos alunos, realçando o valor da vida, precisamente no Dia Mundial da Família, e sublinhando a importância da adesão a Jesus Cristo para que a vida “tenha sentido”, mas ele próprio reconheceu que as condições para transmitir qualquer reflexão não eram as melhores.

Depois da caminhada, que começou com uma largada de pombos, e do almoço, os jovens distribuíram-se por barraquinhas (de jogos, pinturas faciais, origamis…) e atividades radicais, enquanto no palco atuavam talentos de Ílhavo. Entretanto, no jardim de Ílhavo, com colaboração do Bispo de Aveiro, plantaram-se buxos que formaram uma rosa dos ventos. O lema do encontro era “EMRC – Em Marcha no Rumo Certo”. É para o rumo certo na vida dos alunos que a disciplina quer, de facto, contribuir.

 

Gostas de andar em EMRC?

Inês Anastácio
9.º ano – Ílhavo
Sim, é porreiro. É importante para termos encontros como este. O convívio é muito bom. Nas aulas aprende-se sobre várias religiões, sobre a família e essas coisas.
Tiago Gomes
12. º ano - Águeda
Gosto porque o nosso professor é “brutal” e proporciona-nos estas atividades. Mas sou católico e acho importante andar na disciplina. Digamos que junto o útil, a disciplina, ao agradável, que é ter um bom professor.
EMRC Aveiro
Fotografia: Filipe Tavares
 




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |