EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Itália: Presidente da CEI escreve aos alunos

O Cardeal de Génova e presidente da Conferência Episcopal Italiana (CEI), D. Angelo Bagnasco escreveu hoje aos estudantes e pais italianos por ocasião das matrículas para o nao letivo em Italia. Na missiva, publicada pelo jornal online IL CITTADINO (www.ilcittadino.ge.it) o presidente da CEI destaca a importância da escolha da disciplina de religião como meio de ajudar os alunos "a educarem a mente e o coração" ao mesmo tempo que estabelecem pontes com "a cultura cristã e as grandes questões da humanidade".

Disponibilizamos uma tradução livre do italiano

"Queridos irmãos e irmãs,

é hora de escrever a todos os alunos que vão estar na escola no próximo ano. É pois tempo de escolhas que vão marcar a formação de muitos jovens, adolescentes e crianças. Eles são o nosso futuro. Todos os pais e mães sonham e querem o melhor para os seus filhos, e o melhor coincide, sem dúvida, com a formação da mente e do coração para os grandes valores da vida. Pelo que realmente importa desmascarando mitos e falsas aparências. A escola, com o seu património de disciplinas e de métodos, com a competência e dedicação de tantos docentes, apresenta-se como complemento educativo da família que tem nela a sua vocação específica.

Deste património formativo faz parte o ensino da Religião Católica. [NDR: Em Portugal a disciplina está presente no sistema educativo nacional e toma o nome de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC)] Não é catequese – isso faz-se na Paroquia – mas cultura: é a exposição da história e da doutrina cristã; é o enfrentar e conhecer dos grandes temas do homem e da vida. Introduz não só as questões perenes de existência, mas também oferece a todos - cristãos e não-cristãos - a possibilidade de ler e compreender a sociedade e a cultura do país e da Europa.

Convido todos, portanto, a considerar a escolha da hora de religião, não como uma hora a mais, mas como uma oportunidade significativa e única de conhecer o pensamento cristão, e de formação pessoal e coletiva. Aos jovens, que optam de modo autónomo participar ou não, recomendo, de todo o coração, de não se deixarem guiar por preconceitos infundados e de não perderem uma oportunidade formativa importante como pessoas e como cidadãos.

Obrigado pela vossa benévola atenção, caros amigos: rezo por todos vós e pelas vossas famílias e filhos. De coração a todos abençoo.

D. Angelo Bagnasco

Cardeal de Génova e presidente da Conferência Episcopal Italiana

 




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |