EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Ourém: EMRC presente na semana cultural

 

No âmbito da Semana Cultural do Agrupamento de Escolas de Ourém, que decorreu entre 10 e 14 de março na escola sede (Escola Básica e Secundária de Ourém), a disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica participou de forma empenhada, apresentando um conjunto diversificado de iniciativas. Enquanto disciplina que valoriza a formação da personalidade, propondo um constante diálogo entre a cultura e a fé, foram propostos diversos momentos, ao longo de uma semana que se reveste de uma singular importância e pertinência para toda a comunidade escolar. É o tempo da partilha de conhecimentos e experiências, de dar a conhecer o que aqui se aprende e faz e de afirmar que este é um lugar onde há espaço e oportunidade para descobrir a beleza da vida.

 

Neste sentido, ao longo da semana, decorreu junto ao auditório e na sala da disciplina no Dia Aberto, uma exposição subordinada ao tema: “Quando a Bíblia questiona a nossa violência”. Constituída por dez painéis, a exposição, da autoria do Secretariado Diocesano do Ensino Religioso de Lisboa e da Sociedade Bíblica, propõe um itinerário baseado na Sagrada Escritura com questões que visam suscitar a reflexão sobre a violência que existe em nós (em cada um e no mundo) apelando à mudança – do nosso ponto de vista acerca de Deus, da maneira como nos compreendemos a nós mesmos e da nossa relação com os outros.

 

Esta Semana Cultural serviu também para fomentar o diálogo e a partilha de vivências e realidades que proporcionaram aos alunos alguns momentos especiais. Foi nesse sentido que, no segundo dia, tivemos entre nós a Irmã Ângela Coelho, da congregação Aliança de Santa Maria, Postuladora da Causa da Canonização dos Pastorinhos, Francisco e Jacinta. Religiosa e médica, contou na primeira pessoa, aos cerca de 200 alunos de EMRC do Ensino Secundário o seu testemunho pessoal e vocacional, suscitando, desde o primeiro momento, a admiração e a atenção de todos. A forma intensa, descontraída e sempre afável como interagiu com os alunos, tornou belo o momento e fácil o diálogo com tão exigente plateia. No final de cada sessão – foram duas – era notória a satisfação dos alunos e a vontade de ali continuarem mais algum tempo. Sem se furtar a responder a qualquer questão, a Ir. Ângela entusiasmou a audiência, não só pela forma alegre e cativante da sua comunicação como pela riqueza da mensagem que deixou, num desafio a que cada jovem saiba procurar a sua felicidade, de olhos postos num horizonte de esperança.

 

No Dia Aberto (13 de março) e pela primeira vez, o grupo de Educação Moral e Religiosa Católica dinamizou a sua própria sala. Ali, foi possível visitar a exposição: “Quando a Bíblia questiona a nossa violência” e divulgar as atividades desenvolvidas ao longo do ano letivo no âmbito da EMRC. Para além disso, em dois momentos diferentes do dia, os alunos das turmas do 6.º ano levaram a efeito uma atividade com a qual, e através da encenação de estátuas vivas, alertaram para situações de discriminação e desigualdades sociais. Aos alunos que visitaram ao longo do dia a nossa sala, foi ainda facultada a utilização de computadores portáteis onde acederam a jogos temáticos interativos on-line, alusivos aos conteúdos da disciplina.

 

Por fim e porque na nossa perspetiva a dimensão solidária é fundamental e contribui para a valorização de cada um e de todos, foi proposta a toda a comunidade educativa, ao longo da Semana Cultural, a colaboração/contribuição com a organização local do Banco Alimentar contra a Fome, através de uma campanha de recolha de leite e pacotes de cereais.

 

Uma Semana Cultural que constituiu uma oportunidade para afirmar o contributo da Educação Moral e Religiosa Católica na valorização do meio escolar. 

 

O professor de EMRC

 

Jorge Martins

 




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |