EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Fórum EMRC 2014: “A escola é a cultura do povo”

“A educação é a cultura, não uma cultura qualquer à medida da consideração de cada interveniente, mas a cultura de um povo, a compreensão da pessoa, da vida e da história, caldeada ao longo do tempo”. As palavras de D. José Policarpo, Cardeal-Patriarca Emérito, marcam o início dos trabalhos no Fórum EMRC 2014. Ao longo de dois dias mais de 300 professores de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) reflectem sobre as novas Metas Curriculares para a disciplina num contexto de mutação “cultural e social”.

No início da sua intervenção D. José Policarpo lembrou a importância da escola não ser “território neutro” porquanto tem o dever de “transmitir a cultura de uma civilização”. Ao não fazer esta transmissão cultural a escola “afasta-se da matriz cultural e deixa de promover e enquadrar o autêntico progresso da pessoa e da sociedade humanas”.

No decorrer da sua conferência o Cardeal-Patriarca Emérito lembrou que só “da harmonia da cultura brota a sabedoria. Esta é uma compreensão profunda da existência humana, donde brota a dimensão ética, e da história”. Para D. José “a sabedoria tem a sua fonte na memória de uma comunidade e exprime-se no presente, inspirando a liberdade e abre-se à esperança, rasgando caminhos de futuro”.

Na parte final da sua reflexão o Cardeal-Patriarca Emérito abordou as “novas linguagens digitais” não com “preocupação mas como um desafio que se levanta à gerações pré digitais” de modo a entrar “em contacto com o novo mundo que vai alterar a própria memória”.

 

Cristina Sá Carvalho reflecte sobre a “Mente ideológica do Adolescente”

No final da manhã o Fórum EMRC 2014 Cristina Sá Carvalho, psicóloga e docente da Faculdade de teologia da Universidade católica Portuguesa (UCP) trouxe ao professores a conferencia “A mente edeológica do adolescente e a função da educação religiosa”.

Para a docente “A mente do adolescente é ideológica: na devoção a algum credo ou doutrina, a juventude encontra tanto coerência interna como uma definição do mal”. Para a psicóloga da UCP “a religião apresenta-se como facilitadora da criação de uma identidade segura para o adolescente” porquanto ^”fornece uma categoria normativa que orienta a consciência
ajudando a explicar as questões existenciais”, “proporciona um sentimento de pertença” e oferece “uma oportunidade institucionalizada para os indivíduos se comprometerem com uma visão de mundo”.

 

 

O fórum EMRC 2014 decorre em Fátima até amanhã, domingo, e reúne cerca de 300 professores de todo o país.

Pode acompanhar todos os trabalhos em:

www.facebook.com/educris.pt,

http://www.pinterest.com/educrisSnec/

No Twitter em @educrisSnec




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |