EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

A EMRC torna visível a realidade

Em vésperas da realização de mais uma semana nacional da EMRC fomos ao encontro da professora Maria do Sameiro Cruz, docente de EMRC em Braga e membro da Equipa Nacional de Apoio à EMRC.

Na base desta conversa, tida através de email, esteve a semana Nacional e a ideia da Tocha que vai passar por todos os agrupamentos do país marcando a semana e despertando os alunos para a importância da EMRC na sua formação integral.

EDUCRIS: Em ano da fé a EMRC procurou tornar-se visível através de uma tocha. Qual significado desta proposta?

Maria do Sameiro Cruz: A EMRC torna-se visível através de uma tocha porque também ela ilumina as diversas realidades pessoais, sociais e culturais de cada ESCOLA ou comunidade educativa. Tal como a luz possibilita a afirmação da identidade de tudo o que atinge, também a EMRC torna significativas todas as coisas: o mundo em que nos movemos, a cultura que produzimos… até a própria existência!

Esta TOCHA vai percorrer todo o agrupamento como forma de expressão da disciplina em cada escola e vai iluminar um espaço estratégico – o ponto da campanha ACREDITAR – porque, como se sabe, a EMRC investe particularmente na vivência de valores que dignificam a Pessoa na sua totalidade e a abrem ao seu semelhante. Valores como a Esperança, a Verdade, a Justiça, a Solidariedade, entre outros, válidos para todos, sem exceção, são experiências de vida que os alunos de EMRC – mais do que conhecer – procuram testemunhar no seu quotidiano, dentro ou fora das paredes da sua casa…

 

EDUCRIS:Em todo o país, muitos alunos frequentam a disciplina. Qual o objetivo da semana nacional?

Maria do Sameiro Cruz: O objetivo principal deste projeto é permitir que, em cada escola, todos os parceiros educativos possam inteirar-se da especificidade desta disciplina e do seu valor real no processo educativo de cada Pessoa.

Promover espaços de diálogo e de reflexão acerca das diversas realidades inerentes à Escola e à Educação , intensificar laços de cooperação entre os diversos agentes de cultura, suscitar o encontro e a partilha de experiências, dar visibilidade ao rosto da EMRC em cada escola são, igualmente, finalidades que procuramos não descurar, nesta semana especial.

 

EDUCRIS: Que outras atividades são esperadas para a Semana e que sejam proposta do SNEC?

Maria do Sameiro Cruz: Para além da campanha de solidariedade em favor da ACREDITAR, uma associação que auxilia crianças com cancro e suas famílias, o SNEC desafia todos os alunos e docentes desta disciplina a desenvolver projetos de caráter humanitário que possam colmatar as mais do que muitas fragilidades que comprometem o normal funcionamento das nossas comunidades escolares, mormente aos níveis social e económico. Desta campanha decorrem atividades muito interessantes e bem ao gosto dos mais jovens (principais destinatários deste projeto) tais como flash mobs, dramatizações, danças, peças musicais, corridas com passagem de testemunho…

Ainda está aberto à participação de todos os interessados o concurso de chapéus de chuva, com direito a prémios muito atrativos , doados pelo SNEC.

Sabemos que, para além das nossas sugestões, os colegas desenvolvem outros projetos – dentro e fora da sala de aula - com a criatividade e o dinamismo próprios de quem trabalha, com paixão, em prol desta causa comum que é a Educação. São projetos interdisciplinares (que, obviamente, implicam um esforço redobrado em termos de planeamento e de execução, para além de exigirem um desempenho qualificado de todos os pares) que fomentam a partilha daquilo que somos e que temos e possibilitam um manancial de experiências significativas para todos os implicados e para a comunidade envolvente, única destinatária de toda a ação educativa.   

 

EDUCRIS: Como surgiu a ideia de apoiar a ACREDITAR e o que têm os alunos de fazer para a ajudar?

Maria do Sameiro Cruz: Decidimos apoiar a ACREDITAR graças ao extraordinário trabalho que tem realizado, a nível nacional, junto das crianças com cancro e suas famílias, não só em termos materiais mas, sobretudo, na conquista progressiva da Esperança, esse valor autenticamente cristão que nunca nos deixa cruzar os braços perante as adversidades e nos abre o coração e as mãos ao outro - e, muito provavelmente, ao infinitamente OUTRO que atua na História – que connosco quer fazer caminho, na busca de novos horizontes.

Não esquecemos os destinatários desta campanha – as crianças – alunos com rosto de muitas das nossas escolas, colegas de turma que deixam o seu lugar vago porque têm de se tratar. A caridade começa sempre dentro de casa: é importante que estes alunos sintam o apoio de todos os que lhes são mais próximos e lhes querem bem! Esta onda de solidariedade, tal como a fé, move montanhas (com tudo o que esta expressão pode significar de mudança para melhor, quer para quem dá quer para quem recebe…) e devolve a todos o gosto pela VIDA PARTILHADA num espírito de corresponsabilidade livremente assumida! 

Para colaborar, cada aluno deverá contribuir com o mínimo de dois euros, nunca esquecendo a possibilidade de mobilizar os pais, os familiares mais chegados e os amigos – alunos de EMRC ou não – a aderir a esta causa, dando o seu contributo.

Reunido o montante por turmas, este será enviado ao SNEC pelo responsável da campanha no agrupamento, de acordo com as instruções recebidas. Oportunamente, em data a fixar, será feita a entrega à entidade em causa, num ato cerimonial, disponível para visualização no site www.educris.com

Saiba mais sobre a semana no documento que disponibilizamos em anexo.

Mais informações sobre o projeto ACREDITAR aqui.

 

 



Recursos:
Encontro Muitas Razões para Crer:Download Documento



© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |