0 / 0

Porto: Formação reflete sobre «Metodologia de Trabalho de Projeto em EMRC»

Iniciativa reúne cerca de vinte docentes que lecionam nas Dioceses do Porto e no Algarve

«Património Cultural e Religioso Local» é o tema central da ação de formação «A Metodologia de Trabalho de Projeto em EMRC» que decorre no que se está a desenvolver no Centro de Formação de Associação de Escolas de Paços de Ferreira, Paredes e Penafiel (CFAEPPP).

“Esta ação é de extrema importância e a sua relevância legitima o reconhecimento da Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) na comunidade local, criando laços de comunhão entre as duas comunidades, a educativa e a comunidade em que as escolas estão inseridas”, considera Ricardo Pereira, docente de EMRC e um dos formadores da iniciativa.

“A par dos Valores, a Cultura Patrimonial e Religiosa (material e imaterial) Local tem que ser reconhecida e integrar os Programas e os currículos, pois são parte constituinte da identidade da EMRC e da própria Igreja”, sustenta.

Para Fátima Costa, docente de EMRC e participante na ação “esta formação é importante porque nos ajuda a perceber outras realidades e a assumir a responsabilidade de tudo fazer para que todos os alunos tenham acesso às mesmas oportunidades de aprender”.

A professora considera que a escola “deverá ser o local onde todos podem dar o seu contributo para aprender mais, de forma equilibrada e inovadora” cabendo também ao professor de EMRC “estimular os alunos através da criatividade, esforço e perseverança” fazendo uso “do manual e dos meios tecnológicas para cativar os alunos.”

Presente na ação formativa o diretor do Secretariado Diocesano do Ensino da Igreja nas Escolas (SDEIE) da Diocese do Porto, professor António Madureira, considera a formação pertinente porque “ajuda a pensar a disciplina como forma de intervenção pertinente na comunidade educativa que a disciplina serve, articulando sempre as suas iniciativas com o Projeto Educativo da Escola/Agrupamento e com potenciais articulações interdisciplinares”.

“Só assim podemos ajudar os alunos a terem, perante a sociedade fraturada/fraturante em que vivemos, uma postura reflexiva e crítica, a viverem uma cidadania em liberdade e responsabilidade”, considera.

A Ação é desenvolvida pelos formadores Ricardo Pereira e Ricardo Cunha, ambos professores de EMRC da Diocese do Porto.

Educris|25.03.2021



Newsletter Educris

Receba as nossas novidades