0 / 0

Cardeal António Marto preside, em Fátima, à oração do Terço das «Crianças pela Paz»

Iniciativa realiza-se a 18 de outubro e convida crianças de todo o mundo a rezar pela paz

Cardeal António Marto vai presidir, na Capelinha das Aparições à recitação do Terço com as crianças, iniciativa promovida pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) e à qual o Secretariado Nacional da Educação Cristã se volta a associar.

A oração do Terço no Santuário de Fátima vai ser o epicentro desta enorme jornada promovida pela Fundação AIS a nível global e que tem vindo a congregar, de ano para ano, milhares de crianças em mais de 130 países unidas numa única prece pela paz no mundo.

Organizada pela Fundação AIS a nível mundial, esta jornada de oração juntou no ano passado crianças de pelo menos 136 países. Oficialmente, por terem confirmado a sua participação no ‘site’ internacional da Fundação AIS, houve em 2020 mais de 509 mil crianças em oração. Este ano, calcula-se que será possível aumentar essa participação.

Papa Francisco tem manifestado também o seu apreço por esta iniciativa da Fundação AIS a nível global. “Encorajo esta bela iniciativa que une crianças de todo o mundo, que vão rezar especialmente pelas situações de crise causadas pela pandemia”, disse o Santo Padre no ano passado.

Significativamente, este ano as crianças vão rezar inspiradas também em palavras de Francisco. “A iniciativa gira em torno de São José, com citações da Carta Apostólica ´Patris corde` (com coração de Pai), escrita pelo Papa Francisco para marcar o Ano de São José no 150º aniversário de sua proclamação como Padroeiro Universal da Igreja, ano jubilar que se conclui no dia 8 de Dezembro deste ano”, explica o Cardeal Mauro Piacenza, presidente internacional da Fundação Ajuda à Igreja que Sofre.

“A campanha incentivará as crianças a rezarem de mãos dadas com Nossa Senhora e sob a proteção de São José”, diz ainda o cardeal Piacenza, recordando que São José, como Patrono Universal da Igreja, “é um grande exemplo para nós de como Deus pode tornar todas as coisas boas através da nossa oração, da fidelidade e obediência à Sua Palavra”.

Depois de um ano marcado pela pandemia do coronavírus, cujas consequências ainda se reflectem no quotidiano de muitas populações em muitos países do mundo, a jornada de oração das crianças pela paz será uma oportunidade para reflectir também sobre as outras “doenças” de que padece o mundo. Diz o cardeal Piazenza que são muitas as crises que afectam e ameaçam o Planeta. “A fome, a pobreza, a corrupção, o terrorismo, a profanação da vida humana e a destruição da criação afectam milhões de pessoas”, explica o Presidente Internacional da Fundação AIS. Em resposta a isso, é importante a oração, especialmente a oração das crianças pela “salvação de Deus para o mundo”.

De facto, são muitos os países e as regiões martirizadas pela guerra, pela violência e pelo terrorismo. A iniciativa da Fundação AIS inspira-se nas palavras do Santo Padre Pio, de que “o mundo mudará” quando “um milhão de crianças rezar o Rosário”, e tem adquirido uma expressão cada vez mais significativa de ano para ano.

Educris|04.10.2021



Newsletter Educris

Receba as nossas novidades