EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Fátima: D. António Moiteiro afirma processo educativo como uma ?esperança? e denuncia ?incerteza? no setor

O membro da Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé (CEECDF) destaca papel das escolas católicas na educação em Portugal e reafirma o “lugar do cristianismo” na educação como “projeto válido a par de outros”.

 

“A educação é uma virtude de esperança. Temos de semear na esperança de que dê frutos. O trabalho que a Escola Católica faz com os alunos é semear esta semente de esperança de modo ajudarmos pessoas a serem formadas tornando-se capazes de serem transformadores do mundo através da misericórdia”.

Escolas Católicas: a incerteza do futuro

Para o bispo de Aveiro o momento que se vive no setor da educação é de “incerteza” pois existe pouco reconhecimento, da “parte do estado do ensino publico prestado pela Igreja nas suas instituições”. D. António Moiteiro afirma que “o ensino em escola católica também é publico porque é para todos”.

De acordo com o membro da Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé (CEECDF) os vários projetos educativos valem pelo que preconizam e, por isso, sustenta, que “a visão do homem preconizada pelo cristianismo tem lugar na educação a par de outras escolas”.

Fátima traz ao mundo uma mensagem de misericórdia

Questionado sobre que mensagem tem Maria, cem anos depois das aparições, a transmitir aos mais novos D. António Moiteiro destacou a dimensão da “misericórdia”:

“Para mim a mensagem de Maria, aqui neste Santuário, é claramente uma mensagem de misericórdia de um Deus que se faz presente na historia da humanidade. Maria traz-nos o rosto de misericórdia de Deus. Um Deus que quer que este mundo se transforme, que haja paz, corações mais convertidos. Esta mensagem tem todo o sentido para os dias de hoje. As aparições situam-nos nesta corrente de amor para connosco”.

Semana Nacional da Educação Cristã:  uma oportunidade para pensar a educação do futuro à imagem de Jesus

D. António Moiteiro destacou, por fim, dois fundamentos da educação no paradigma cristão. Partindo da nota pastoral para a vivência da Semana Nacional da Educação Cristã, o bispo de Aveiro destacou a ideia de “pôr-se a caminho. A educação cristã deve ser um colocar-se a caminho, ajudando as pessoas as desenvolver as potencialidades que existem dentro de cada um”. Um segundo principio é a “transmissão de valores” às novas gerações:

“os valores evangélicos, e a sua aprendizagem, fazem com que sejamos mais humanos no nosso proceder tornando o outro não um inimigo, mas um irmão porque rosto de Jesus. Cabe à educação cristã ajudar os alunos a balizar esta perspetiva”.

A III Peregrinação Nacional das Escolas Católicas termina hoje em Fátima e reuniu mais de 7000 alunos de 35 escolas católicas de todo o país. A organização esteve a cargo da Comissão para o Centenário das Aparições, o Secretariado Nacional da Educação Cristã e da Associação Portuguesa das Escolas Católicas.

 



Recursos:
Homilia de D. António Moiteiro:
Homilia de D. António Moiteiro

Ouça, na íntegra, a homilia de D. António Moiteiro, bispo de Aveiro e membro da CEECDF, na celebração mariana da III Peregrinação das Escolas Católicas que o santuário de Fátima acolheu no dia 21 de outubro de 2016.



AJUDA de Navegação


© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |