EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Vaticano promove ano especial dedicado à «Laudato Si»

Iniciativa começa com a «oração comum pela terra e pela humanidade» e estende-se por um ano com diversas iniciativas

O Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral, organismo da Santa Sé, inicia, a partir desta semana «Laudato Sí’», um ano especial dedicado à encíclica.

“Queremos que esta crise seja uma oportunidade única de transformar a destruição que nos rodeia numa nova forma de viver: unidos no amor, na compaixão e na solidariedade, numa relação mais harmoniosa com a casa comum”, anunciam numa publicação no seu site oficial.

O organismo do Vaticano considera que o documento papal “se constitui como um guia moral e espiritual para a criação de um novo paradigma de um mundo mais solidário, fraterno, pacífico e sustentável”.

Este domingo realiza-se uma “oração comum pela terra e pela humanidade” e durante um ano a entidade organizadora promove “vários encontros sobre o tema da ecologia integral” pois “ é urgente começar a pensar o mundo no pós-Covid-19 e perceber que tudo está intimamente relacionado”, desafiando a um “foco integral para a crise mundial que se vive”.

“Desejamos, durante este ano e na próxima década, viver juntos uma experiência de verdadeiro Kairos que se traduzirá num tempo de “jubileu” para a Terra, para a humanidade e para todas as criaturas de Deus”.

Com termino previsto para o dia 24 de maio de 2021 o ano especial vai “apresenta diversas iniciativas conjuntas” com enfase “numa conversão ecológica em ação”.

O dicastério espera o “envolvimento das comunidades de base”, das famílias, dioceses, ordens religiosas, universidades, escolas, unidades de saúde e o mundo dos negócios, com especial atenção às empresas agrícolas” para que seja possível “uma resposta holística” que gere “um novo paradigma da justiça” porque a natureza não é uma “mera moldura” da vida humana”.

A Encíclica Laudato Si’

Assinada pelo Papa Francisco a 24 de maio de 2015, Solenidade de Pentecostes, e divulgada em 18 de junho do mesmo ano.

Dividida em seis capítulos, a encíclica, que leva o título da invocação de São Francisco de Assis no “Cântico das criaturas”, reúne, na “ótica da colegialidade, várias reflexões das conferências episcopais do mundo e conclui com duas orações, uma inter-religiosa e uma cristã, pela proteção da criação.

O Papa Francisco coloca-se na esteira de Francisco de Assis para explicar a importância de uma ecologia integral que se torna um novo paradigma de justiça, em que a preocupação com a natureza, a equidade para com os pobres, o compromisso com a sociedade, são inseparáveis.

Educris|21.05.2020



AJUDA de Navegação


© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |