EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

«Temos de investir na formação», D. António Moiteiro (c/Áudio)

Presidente da Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé (CEECDF) deixou desafios para o trabalho na área da educação cristã em Portugal.

O Secretariado Nacional da Educação Cristã (SNEC) conta, neste início de ano pastoral, com um novo diretor, o professor Fernando Moita, e um novo coordenador da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC), o professor António Cordeiro.

À margem do encontro inicial do novo ano pastoral, onde se analisaram as prioridades e reformulações previstas para o setor da educação cristã, D. Antonio Moiteiro, presidente da CEECDF, estabeleceu “três dimensões” para os desafios deste organismo dependente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP).

“Em primeiro lugar do enorme desafio da formação de catequistas, professores de EMRC e dos professores das nossas escolas católicas. Esta dimensão da formação é fundamental por que é aqui que se joga o futuro. Só quem está bem formado pode responder aos desafios que se colocam em cada dia da nossa vida”.

Para o prelado “o desafio da igualdade de género, para alguns a chamada ‘ideologia de género’, constitui-se vital na formação dos agentes educativos por que é urgente “formar nestas distinções”, no que “significam” e o que é “o ser humano na sua essência e a sua própria construção”.

“Hoje precisamos de uma formação antropológica séria”, precisou.

Como segundo desafio o presidente da CEECDF estabeleceu a preparação da JMJ de Lisboa 2022.

“Precisamos de preparar os adolescentes de hoje para as JMJ que vão decorrer em Portugal. Temos um programa que estamos a desenvolver que vai ser lançado em todo o país. Não apenas na catequese. Estamos a preparar, também aulas para os adolescentes de EMRC para esta temática”, explicitou.

Como terceira dimensão, e numa perspetiva interna da própria organização do SNEC, o responsável anunciou “uma reflexão profunda sobre o modo como “se formam os professores e como se faz catequese”.

“Estamos a reestruturar para darmos uma maior eficácia aos serviços. Estivemos a ver hoje alguns campos de ação sobre o modo como fazer a catequese da infância-adolescência. No departamento de EMRC a formação de professores é vital. Enfim, são tantos os que precisamos de implementar e desenvolver para os desafios da Igreja”.

Educris|05.09.2019


 



AJUDA de Navegação


© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |