EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Papa Francisco: "A salvação é gratuita. Perder a esperança é perder tudo"

Papa alerta para o perigo de deixar de se sentir amado: "é perder tudo", advertiu, esta manhã na eucaristia em Santa Marta, no Vaticano.

Na sua homilia, e comentando o banquete narrado no evangelho de Lucas, no qual um homem convidou muita gente para a festa o Papa Francisco recordou a postura dos convidados:

"Os primeiros convidados não quiseram ir porque não lhes interessava nem o jantar nem as pessoas nem o convite do senhor- Estavam ocupados com os próprios interesses, mais importantes do que o convite", recordou.

Francisco afirmou que tal comportamento se deve ao facto de estes convidados serem "incapazes de entender a gratuidade do convite" apelidando de "escravidão do Espírito" tal atitude:

"Se não se entende a gratuidade do convite de Deus, não se entende nada. A iniciativa de Deus é gratuita. Mas para ir a este banquete o que se deve pagar? O bilhete de entrada é estar doente, é ser pobre, é ser pecador… Assim os deixam entrar, este é o bilhete de entrada: estar necessitado seja no corpo, seja na alma. 

Perante a imagem do banquete, do senhor e dos convidados fechados sobre si mesmo o Papa advertiu:

"Existem nesta história duas atitudes.De um lado, a atitude de Deus que não deixa pagar nada e diz, depois, ao servo para conduzir os pobres, os aleijados, bons e maus. Trata-se pois de uma gratuidade que "não tem limites". Do outro lado temos a atitude dos primeiros convidados, que ao invés de irem à festa não entendem nada da gratuidade. Assim como o irmão mais velho do Filho Pródigo, que não quer ir ao banquete organizado pelo pai para o seu irmão que havia partido".

Francisco sublinhou que a falta de noção da "gratuitidade" da salvação e do amor de Deus leva à rejeição dos outros e pode ser um problema na vida dos cristãos:

"'Mas ele gastou todo o dinheiro, gastou a herança, com os vícios, com os pecados, e o Senhor faz festa? E eu que sou católico, praticante, vou à Missa todos os domingos, faço coisas, e para mim nada?' Estes não entendem a gratuidade da salvação", alertou.

"A salvação é um presente de Deus ao qual se responde com outro presente, o presente do meu coração", precisou.

Para o Papa quando "se perder a capacidade de se sentir, de modo gratuito, amado, não existe mais esperança. Perde-se tudo. isto recorda-me a porta do inferno de Dntes onde está escrito ' Deixe a esperança'.

No final o Papa rezou:

"Peçamos ao Senhor que nos salve de perder a capacidade de nos sentirmos amados".

Educris com Osservatore Romano



AJUDA de Navegação


© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |