EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Irão: Cresce número de cristãos detidos

Denúcia parte de um grupo de defesa dos direitos humanos e afirma que "são cada vez mais frequentes os casos de cristãos condenados a penas de prisão no Irão".

De acordo com a organização sediada em Nova York mas com escritório no Irão, "há uma tendência perturbadora de prisões de cristãos neste país, especialmente de pessoas recém-convertidas ao cristianismo".

Em declarações à Fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) Hadi Ghaemi, director-executivo do Centro, afirmou que, "em menos de dois meses, onze cristãos convertidos" foram condenados a "longas penas de prisão", havendo ainda a considerar o caso de um antigo líder da Igreja Pentecostal assíria, que terá sido também sentenciado.

Ghaemi esclareceu que os cristãos "são reconhecidos como uma minoria religiosa oficial na Constituição do Irão, mas o Estado continua a perseguir os seus membros, especialmente os recém-convertidos".

Segundo as leis islâmicas aplicadas atualmente no Irão, um muçulmano que decida converter-se para outra religião enfrenta pena de prisão e, em alguns casos, a própria pena de morte. 

Educris|28.07.2017

 



AJUDA de Navegação


© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |