EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Movimento Fé e Luz celebra 40 anos em Fátima

"Enraizados na fragilidade, vivendo na alegria" é o tema da peregrinação das famílias do movimento Fé e Luz que se realiza de 15 a 17 de abril em Fátima e comemora os 40 anos da presença desta associação em Portugal.

O Movimento Fé e Luz agrega "pessoas com deficiência inteletual de qualquer idade, mais ou menos grave, os seus pais e familiares e amigos, em especial jovens que aceitam partilhar, em encontros mensais, a vida simples e a relação de amizade na descoberta comum da Misericórdia de Deus, da fraternidade real e da interajuda que dá fruto" refere a oraganização num comunicado enviado hoje ao EDUCRIS.

Para os organizadores desta peregrinação este momento é ocasião para " fortalecer a nossa missão de dizer ao mundo que as pessoas com deficiência têm um contributo muito válido a dar à sociedade no nosso tempo". 

Na missiva refere-se que vão estar presentes membros do Movimento vindos de "Espanha, Gibraltar, Itália e França" numa iniciativa que se constitui como uma chamada de atenção ao "império da concorrência e da corrida pelo bem-estar" e um testemunho vivo de "que a ternura e o cuidado uns pelos outros, podem criar um mundo que, afinal, todos os homens desejam".

O programa da iniciativa, que pode conhecer na íntegra em anexo, conta com diversos momentos lúdicos e de encontro com destaque para ateliers de "Mimica, música,artes Plásticas e a reflexão sobre temas como "a mensagem de Fátima para o Fé e Luz", a"Espiritualidade em Fé e Luz e "carta e constituição".

O encontro termina no dia 17 de abril, domingo, com a eucaristia e o envio na basílica da Santíssima Trindade.

 

A História do Movimento em Portugal

A primeira  comunidade do Movimento Fé e Luz surgiu em Lisboa em 1976, com o nome de Nossa Senhora das Candeias e esteve ligada à Paróquia da Ajuda. Constituiu-se a partir dum grupo de pais e irmãos de pessoas com deficiência intelectual que respondeu ao convite de Marie Hélène Mathieu para participar, na Páscoa de 1971, numa peregrinação a Lourdes organizada por ela e por Jean Vanier, fundador da ARCA alguns anos antes. Essa peregrinação foi uma iniciativa do OCH – Office Chrétien des Personnes Handicapées (Secretariado Cristão das Pessoas com Deficiência) que surgiu da escuta atenta e acolhedora do relato da experiência dum casal que vivera uma experiência dolorosa durante a sua participação numa Peregrinação com os seus dois filhos com deficiência grave.

As Comunidades Fé e Luz agregam, desde então, pessoas com deficiência intelectual de qualquer idade, mais ou menos grave, os seus pais e familiares e amigos, em especial jovens que aceitam partilhar, em encontros mensais, a vida simples e a relação de amizade na descoberta comum da Misericórdia de Deus, da fraternidade real e da interajuda que dá fruto. São fins do Movimento a criação duma rede de amizade facilitadora da inclusão na vida social e eclesial. 

 


Anexos:

AJUDA de Navegação


© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |