EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Fátima: "Ser catequista é ser servo para que o Senhor tenha o protagonismo"

Na manhã do segundo dia das Jornadas Nacionais de Catequistas (JNC) os agentes de pastoral iniciaram o seu dia com a celebração da eucaristia na Basílica da Santíssima Trindade, em Fátima.

Na sua homilia D. manuel Pelino Domingues, bispo de Santarém e presidente da Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé (CEECDF) convidou os catequistas a "reconhecerem-se como servos" evitando "a sede de protagonismo e deixando transparecer, através de si, o Mestre que é o verdadeiro protagonista do caminho da fé".

Tomando, para meditação, o evangelho proposto pela liturgia do dia que apresenta uma parábola de Jesus sobre os lugares dos convivas no banquete o presidente da CEECDF apresentou Jesus como o "educador da sabedoria":

"Jesus mostra-nos, através desta parábola, ser um verdadeiro educador da sabedoria. Ele mostra a importância de servir os outros e não buscar para si um lugar importante. Para isso aproveita a oportunidade dada pela refeição e o desejo de protagonismo dos convivas que procuram o lugar de destaque".

Para o bispo de Santarém "a sede de protagonismo parece hoje vir desde a infância" e já antigamente viamos "o mesmo nos apóstolos de Jesus que com ele viviam mas que discutiam entre si sobre quem era o maior":

"Esta tentação está presente hoje em todos nós. Sejamos bispos, padres ou catequistas. Em vez de percebermos a força da Palavra e sermos servidores dela tomamo-la para procurar protagonismo e relevo. Por isso o conselho de Jesus é para nós", apontou.

D. Manuel Pelino Domingues fez referência às respostas dos catequistas no documento «a catequese: A alegria do Encontro com Jesus Cristo» que apontam a necessidade dos agentes de pastoral darem "espaço ao silêncio, ao tempo de oração para que a Palavra possa, através da ação do Espírito Santo, realizar a sua ação".

Para o prelado é urgente "sairmos de nós, estar mais atentos aos outros e acolhe-los aproximando-nos deles" pois o acolhimento é "sinal de que estamos atentos à Palavra".

Ser Catequista: Por-se no caminho da fé com o outro

O presidente da CEECDF destacou uma marca do "perfil do operário do evangelho":

"O catequista, enquanto operário do evangelho, deve acompanhar aqueles para os quais foi enviado na consciência de que a fé é um caminho e ser cristão é fazer caminho e crescer na adesão a Jesus".

O bispo de Santarém recordou São Paulo que lembrava aos crentes que ' os judeus procuram milagres, os gregos buscam a sabedoria, mas o crente tem para apresentar Jesus crucificado". 

"É Jesus que tem força para nos fazer progredir no caminho da santidade ena alegria da fé", afirmou.

Ouça toda a homilia de D. Manuel Pelino Domingues.



Recursos:
JNC2016: Homilia de D. Manuel Pelino Domingues:
Áudio: Homilia da eucaristia das Jornadas Nacionais de Catequistas 2016:
Áudio: Homilia da eucaristia das Jornadas Nacionais de Catequistas 2016

Ouça e leve consigo a homilia de D. Manuel Pelino Domingues na eucaristia das Jornadas Nacionais de Catequistas 2016.




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |