EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Catequistas: "Deixar que Deus viva sempre connosco"

“Se este Jubileu da Misericórdia servir para deixarmos Deus entrar naquela parte de nós que tendemos a não Lhe abrir já podemos considerar o Jubileu como um ‘ganho’ para nós”.

 

As palavras são de D. Nuno Brás, bispo auxiliar de Lisboa e membro da Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé (CEECDF) durante a celebração da eucaristia para cerca de 700 portugueses que vieram a Roma por ocasião do jubileu dos Catequistas.

Na sua homilia, e tomando como meditação o trecho da primeira leitura, retirado do livro de Coelet o prelado atualizou as palavras do profeta para a vida de cada catequista hoje:

“’Lembra-te do Teu criador’, diz-nos Coelet, para nos fazer um convite. Um convite simples, mas muito exigente: ‘lembra-te do teu criador’. Lembra-te sempre do teu criador. No fundo deixa que Deus te acompanhe e faça caminho contigo na tua vida.”

As imagens que construímos sobre Deus

Falando para catequistas D. Nuno Brás pediu aos catequistas para terem cuidado com as “imagens de Deus” e afirmou “que o próprio Jesus nos ajuda desconstruir tantas imagens erradas do Pai” mostrando que Deus “é sempre o completamente outro”, misterioso e diferente do que imaginamos:

“Mesmo para nós que somos peritos em Deus. Bem sei que não nos consideramos, mas somos os que tem a missão de ensinar Deus aos mais novos”.

Daí ser necessário “ousar viver com Deus como única possibilidade. Mas não o deus que nós queremos ou imaginamos, mas aquele que se mostrou em Jesus Cristo. Aquele que diz aos discípulos que tem de sofrer como ouvíamos no evangelho. É esse Jesus Cristo. Não é outro”.

No final D. Nuno Brás rezou:

“Peçamos ao Senhor a graça de ser como Maria, a esposa e mulher de Deus porque aquela que deixa Deus estar sempre presente desde a Imaculada Conceição até à Assunção ao Céu. Ela deixa-se ser a serva de Deus. Que Deus viva sempre connosco. Este Deus que se mostrou na cruz de Jesus Cristo”.

 

Tarde de partilha de experiências e oração de Vésperas

A Basílica de São Paulo Fora de Muros recebe, a partir das 18h00 locais (menos uma hora em Lisboa) a oração de vésperas com a participação dos catequistas reunidos em Jubileu.

Esperados são também um conjunto de testemunhos dados por catequistas que veem de situações de periferia em várias partes do mundo.




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |