EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Braga: “A Internet é ambiente a evangelizar”

O cónego Luís Miguel Figueiredo Rodrigues, que acabou de concluir o doutoramento pela Faculdade de Teologia do Centro Regional de Braga da Universidade Católica Portuguesa (UCP), falou ao EDUCRIS sobre as Jornadas "Do clique ao toque: o diálogo entre a vida e a fé nos dispositivos digitais" que Braga recebe no próximo dia 23 de janeiro.

Com tese defendida com o título “O digital no serviço da fé: Formar para uma oportunidade – Estudo sobre o lugar da Web na formação contínua dos catequistas” o cónego Luís Miguel Figueiredo Rodrigues afirma que “a internet não deve ser vista como mero instrumento, mas como um ambiente a evangelizar”, já que “os destinatários da ação pastoral dos catequistas estão fortemente influenciados pela cultura digital”.

EDUCRIS: Como surgiu a ideia de realizar umas jornadas que tem como pano de fundo as redes sociais e a evangelização?

Cón. Luís Rodrigues: A ideia de organizar este evento surgiu na constatação de que a reflexão teológica sobre a transmissão da fé, no ambiente digital, ainda não estar a ser suficientemente refletido. A este dado acresce o facto de na Faculdade de Teologia e na de Filosofia e Ciências Sociais, da UCP-Braga existirem alguns investigadores que, informalmente, já iam partilhando dúvidas, inquietações e vontades. Este evento é a consequência necessária da vontade da universidade de prestar um serviço à Igreja e à sociedade, naquilo que lhe é próprio.

EDUCRIS: Quais os objetivos a que se propõe a UCP com a realização destas Jornadas?

Cón. Luís Rodrigues: O objetivo deste evento é, em primeiro lugar, promover o encontro, o debate e a reflexão sobre a utilização das novas tecnologias da evangelização. Não está também alheia a vontade de, a partir desta iniciativa, se evoluir para um diálogo mais estruturado, através da criação de espaços de partilha e reflexão promovidos pelos investigadores.

EDUCRIS: Como olha a Igreja para as redes Sociais e demais dispositivos digitais? Em sua opinião a Igreja está no Advento ou já vive este tempo?

Cón. Luís Rodrigues: A Igreja nos seus pronunciamentos tem uma posição muito lúcida, sólida e, diria mesmo, de vanguarda. Agora, nos concretos das comunidades eclesiais, há uma grande variedade. Há âmbitos onde esta realidade não é sequer considerada, mas também, e são a maioria, já se começa a ver uma presença consistente que em alguns casos tem um nível de qualidade muito elevado. Agora, um pensamento coerente, uma proposta sólida e articulado… isso ainda não existe.

EDUCRIS: Nas últimas mensagens para o Dia Mundial das Comunicações Sociais os Papas tem abordado, por diversas vezes, as redes sociais e indicado o modo como o Cristianismo deve estar "em verdade" nestes meios. Olhando para o caso Português, e tendo em conta a sua própria experiencia de estudo nesta área, qual o panorama em Portugal?

Cón. Luís Rodrigues: O âmbito português que eu vou conhecendo é o âmbito dos catequistas. Aqui, podemos dizer que são consumidores e não produtores de recursos e de informação. Veem a internet como um lugar onde ir buscar o que precisam para usar, e nada mais. A este dado acresce que a competência que consideram ter para selecionar e partilhar a informação que têm precisa de ser bastante melhorada.No fundo, e em síntese, penso que o grande desafio consiste em capacitar para estar na Web de modo “cristão”, ou seja, narrando a Boa Nova que habita a vida de cada um de nós e que está já presente no mundo.

 

«Do clique ao toque: o diálogo entre a vida e a fé nos dispositivos digitais» realiza-se no próximo dia 23 de janeiro de 2016 em Braga. As Jornadas destinam-se a todos os "utilizadores web em contexto pastoral, divulgadores e criadores de recursos digitais para a educação da fé".




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |