EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

D. Nuno Brás: "Ser Testemunha da Misericórdia"

Na manhã deste Domingo, último dia das Jornadas Nacionais de Catequistas D. Nuno Brás, bispo auxiliar de Lisboa e vogal da Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé (CEECDF), pediu aos catequistas “que não ignorem a misericórdia do Senhor” e a serem capazes de “dar a sua vida aos catequizandos como testemunhas credíveis do Evangelho” ajudando os mais novos “a fazer caminho na sua vida da fé”.

Na eucaristia de envio a que presidiu esta manhã na Basílica da Santíssima Trindade, em Fátima, o vogal da CEECDF reafirmou a necessidade de perceber “que a Misericórdia de Deus presente em Jesus não é indiferente ao ser humano nem o deixa confortável na sua existência”. D. Nuno Brás recordou que “educar na Misericórdia de Deus, para um educador da fé como os catequistas” é mostrar o rosto de “Jesus muito mais do que belas morais ou ideias: Jesus é o rosto do Pai”, afirmou.

Tomando o Evangelho o bispo auxiliar de Lisboa, e na sua homilia, tomou o trecho em que Jesus aborda o escândalo dos mais pequeninos para afirmar as “duras e inesperadas palavras de Jesus pronunciadas, para mais, no final das Jornadas Nacionais de Catequistas que tem refletido sobre a Misericórdia”.

“Devemos confrontar a nossa vida de crentes e catequistas a quem a Igreja confia os pequeninos à luz deste texto”, exortou.

Ao olhar para as recentes palavras do Papa Francisco aos bispos Portugueses reunidos no Vaticano na recente visita Ad Limina, D Nuno Brás afirmou que é necessário “reconhecermos que não raras vezes, escandalizámos os outros a quem servimos e somos pedra de tropeço, somos escândalo e outras somos ausência de testemunho de fé ”, afirmou.

No final da homilia rezou:

“Digamos ao Senhor hoje, agora que não O queremos ignorar, ainda que isso nos custe dar tudo. A Sua Misericórdia que nos ilumina e conduz é a verdadeira riqueza que alguma vez possamos ter encontrado na nossa vida. É dela que, apresar de todas as nossas fraquezas, queremos ser testemunhas”, concluiu.

As Jornadas Nacionais de Catequistas terminam este Domingo e contaram com mais de 550 catequistas de todas as dioceses do país que refletiram sobre "Educar na Misericórdia de Deus" na preparação do ano Santo que se aproxima.



Recursos:
JNC2015: Homilia de D. Nuno Brás:



© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |