0 / 0

Portugal/Igreja: Jesuítas organizam Laboratório sobre «Responsabilidade Social»

Intervenção social é foco da reflexão da Comissão do Apostolado social da Companhia de Jesus (jesuítas)

«Fazer do mundo uma casa para todos» é o tema do ‘Mudanças’, o Laboratório Social da Comissão do Apostolado social dos jesuítas e que pretende, no próximo dia 28 de maio, debater e refletir “sobre o mundo que se pretende construir” através da “escuta atenta de várias vozes” e de “uma abordagem global e integrada do ser humano”.

A iniciativa, que tem lugar auditório da Ordem dos Contabilistas Certificados, em Lisboa vai debruçar-se sobre o tema da «Responsabilidade Social» e quer “despertar uma consciência de responsabilidade social individual e coletiva”, criando “envolvimento e convocando à ação”.

Entre os convidados destaque para frei Bento Domingues, dos dominicanos, Inês Oom de Sousa, presidente da Fundação Santander Portugal, e o músico e artista plástico Tomás Cunha Ferreira.

A abertura dos trabalhos está a cargo do padre Miguel Almeida, provincial dos jesuítas em Portugal.

Da parte da tarde decorrem painéis de trabalho com intervenção de Lídia Rego (Amadora Compassiva), Sónia Morais Santos (jornalista e blogger), João Nórton (jesuíta), Ghalia Taki Anis (JRS- Serviço Jesuíta aos Refugiados), Gonçalo Castro Fonseca (jesuíta) e Miguel Duarte (Jugend Rettet - ONG alemã).

"Este ‘Laboratório Social’ parte da perceção de que o momento que atravessamos exige uma reflexão profunda sobre o mundo que queremos construir. Esta reflexão só será possível a partir da escuta atenta de várias vozes e de uma abordagem global e integrada do ser humano. E porque toda a construção exige sempre Mudança, este é o sonho que guiará todo o congresso: Fazer do mundo um lugar para todos", lê-se no comunicado da organização.

Ao longo do encontro vai ser apresentado “um documentário e um livro sobre as organizações sociais ligadas aos jesuítas em Portugal”.

Da Comissão do Apostolado Social fazem parte mais de 20 organizações sociais ligadas aos jesuítas, que desenvolvem um trabalho de intervenção social (com migrantes, refugiados, crianças, jovens e idosos, sem abrigo, reclusos, ou pessoas com carências sociais e económicas), assim como um trabalho de educação para o desenvolvimento, de cuidado da Casa Comum e de reflexão sobre problemas sociais.

Programa completo e inscrições

www.mudancas.org

Educris|10.05.2022

 



Newsletter Educris

Receba as nossas novidades