0 / 0

JEC: Papa Francisco envia mensagem às Jornadas das Escolas Católicas

Mensagem do Papa Francisco foi lida por D. Rino Passigato, Núncio Apostólico em Portugal, no encerramento, das 1ªs Jornadas das Escolas Católicas que hoje decorreu em Lisboa.

“saúdo os participantes e organizadores destas Jornadas e associo-me de bom grado à causa que servem e à preocupação que os move: encontrar modos e vias para não acabar ignorada nos bastidores da sociedade e da cultura a Escola Católica”.

Na missiva Francisco apela a todos os agentes da Escola Católica Portuguesa a que sejam “audazes e saibam fazer-se notar por uma coerência educativa arraigada na visão cristã do homem e da sociedade” fazendo a “diferença pela qualidade da formação”.

Mostrando-se conhecedor da situação a que chegaram algumas destas instituições de ensino, em virtude do fim ou redução dos chamados «contratos de associação», o Papa Francisco pede, que “no meio da grave crise económica que se abateu sobre as escolas particulares portuguesas” se esteja mais atento “à qualidade da presença” do que “à tentação dos números”.

O Papa pediu às escolas que sejam capazes de “lançar pontes entre escola e território, entre escola e família, entre escola e instituições civis”.

Retomando uma ideia que havia já tocado aquando do seu discurso no Congresso Mundial das Escolas Católicas em 2015, o Papa voltou a insistir de que é “restabelecer o pacto educativo que se arruinou" e que isso “só se faz com pontes” não havendo “desafio mais nobre”, apontou.

Para este propósito o Papa pediu uma construção de uma verdadeira “união onde proguide a divisão, gerar harmonia quando parece predominar a logica da exclusão e da marginalização” sendo uma escola “aberta a todos”.

No final da mensagem o Papa confiou as Escolas Católicas “a Nossa Senhora de Fátima” e pediu que que rezassem por ele.



Recursos:
Papa Francisco às Escolas Católicas :Download Documento


Newsletter Educris

Receba as nossas novidades