0 / 0

Coimbra: docentes refletem sobre «perfil e relevância da EMRC» no ensino

Docentes de Educação Moral e Religiosa Católica realizaram reunião geral e analisaram o perfil do professor de EMRC e a perceção dos alunos acerca da importância da discipina no sistema educativo.

«Perceção de alunos da Diocese de Coimbra sobre a relevância da Disciplina e Perfil do Professor de EMRC» foi o tema apresentado pelo docente Luís GOnçalves, às dezenas de proefssores de EMRC que se reuniram, no passado dia 13 de outubro, no seminário de Coimbra, para uma manhã de encontro e trabalho.

Partindo da investigação que realizou o âmbito da sua tese de mestrado em Gestão da Formação e Administração Educacional o especialista lembrou "que a amostra recolhida no estudo, sendo pequena, permite refletir sobre aspetos que podem ser pertinentes para quem está a trabalhar na docência de EMRC".

Fazendo memória dos "documentos de instâncias internacionais que defendem a pertinência do ensino religioso ou sobre as religiões nas escolas" Luís Gonçalves convidou os docentes a lerem e analisarem o «Toledo guiding principles on teaching about religions and beliefs in public schools» [ndr: Princípios Orientadores de Toledo a propósito do ensino sobre religião e crenças na escola pública], publicado por um organismo associado à OCDE em 2007.

O investigador demonstrou que "em escola estatal", onde a disciplina é de oferta obrigatória e frequência facultativa, existe "uma larga maioria dos discentes que reconhecem a importância da existência de uma disciplina deste âmbito" e consideram que "quem a leciona deve ter o mesmo tipo de preparação que qualquer outro docente de outra disciplina".

Do estudo destaque ainda para uma "larga maioria dos alunos que considera que a disciplina deveria ser mais reconhecida na escola". Para a grande maioria dos não inscritos " a falta de existência de tempos de convívio escolar" é causa para a "não inscrição na disciplina".

Educris|18.10.2018

 



Newsletter Educris

Receba as nossas novidades