0 / 0

Aveiro: Alunos levam "prendas" a crianças desfavorecidas

Iniciativa reuniu alunos de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) de Águeda Sul, diocese de Aveiro, uma empresária local e a «carrinha dos Sorrisos».

 

No dia do nascimento de Jesus, o dia de natal, muitos são ainda aquelas crianças que não podem receber presentes. Na escola Básica de fermentelos, em Águeda, os alunos de EMRC juntaram-se à «Carrinha dos Sorrisos» e a uma empresária local, para poder levar a algumas crianças um presente de natal.

Ainda durante o período letivo os alunos mais carenciados escreveram uma carta ao Pai Natal falando do seu "sonho de terem este ano um presente".

Na véspera de natal a «Carrinha dos Sorrisos» fez-se à estrada com um grupo de alunos EMRC e os professores Solange Santos, José Cruz e Fernando Batista para fazer a entrega dos presentes aos mais novos:

"A ideia surgiu da consciência de que muitos alunos, aqui bem perto de nós, não tem hipotese de ter um presente. Por isso, e com a boa vontade de várias empresas da região, lançámos a ideia de  escreverem uma carta ao pai natal que foi depois entregua ás empresas que doaram os presentes", afirmou ao Educris o professor Fernando Batista.

A sinalização dos beneficiários "foi feita através dos Serviços de Ação Social do agrupamento de Escolas de Águeda Sul. As prendas foram a resposta às cartas que, na escola, as crianças escreveram ao Pai Natal", reforçou o docente.

Também os alunos de EMRC se mostraram felizes por poderem contribuir para um natal mais alegre para tantas crianças:

"Hoje foi um dia incrível, foi a experiência mais reconfortante que tive, em ver aqueles sorrisos nas crianças", disse a aluna Maria João Resende. Alda Batista, a mãe de um dos voluntários deu conta da alegria da filha:

"Não há duvidas que estes momentos fazem muita gente feliz, tanto quem recebe como quem dá. A Diana chegou a casa de coração cheio".

A «Carrinha dos Sorrisos» é um projeto social da Associação Maisfeliz, sem fins lucrativos, que com sorrisos leva afeto e tenta tirar as pessoas da solidão. Dentro da carrinha há a roda dos sorrisos que as pessoas com necessidades económicas são levadas a jogar e ganham sempre bens de primeira necessidade/prendas. As pessoas ficam contentes de ganharem algo, em vez de ficarem constrangidas de simplesmente receberem. 



Newsletter Educris

Receba as nossas novidades