0 / 0

Guarda: Docentes desafiados a construir «caminhos de Encontro e Comunhão»

No dia 15 de julho reuniram-se, na cidade do Fundão, os professores de EMRC da Diocese da Guarda, juntamente com o seu Bispo, D. Manuel Felício, para refletirem sobre os vários desafios que se colocam à disciplina, bem como para fazerem o balanço sobre o ano que agora finda e projetarem o próximo ano letivo.

Ao momento de oração inicial, de louvor e reconhecimento pela missão confiada a cada professor, seguiu-se o balanço das atividades previstas e propostas no Plano de Ação do Departamento. “EMRC: caminhos de Encontro e Comunhão” foi o lema que ancorou as diversas iniciativas propostas pelo Departamento Diocesano aos docentes, ao longo do presente ano letivo, procurando abarcar os 4 domínios que consolidam a missão de docente de EMRC – o compromisso com os pares (Encontros de Docentes), o envolvimento na comunidade (Encontros de Escolas), o serviço às famílias e à humanização da sociedade (Encontros com os Alunos) e a própria valorização pessoal e profissional (Encontros para Formação). De um modo geral, o balanço das iniciativas conjuntas foi muito positivo, merecendo particular destaque os Encontros com os Alunos, quer a nível diocesano, quer a nível nacional. Os docentes presentes falaram do impacto que algumas das iniciativas desenvolvidas tiveram nos alunos (razão de ser da própria disciplina!), nos docentes e nas dinâmicas escolares, sugerindo a sua continuidade e melhoria.

Assim, no seguimento dos 4 domínios mencionados, os docentes foram convidados a projetar o próximo ano, aprofundando cada uma das propostas, num Plano de Ação que terá como lema “EMRC: na alegria e na partilha, somos felizes!”. Perante o reconhecimento de que, em determinados anos de escolaridade (1.º ciclo e Ensino Secundário), deverão ser impressas dinâmicas concretas visando o incremento e a participação dos alunos, foram introduzidas novas propostas a ter em conta na apresentação dos Planos de Atividades de cada escola. Entre essas propostas, há a salientar a realização de um I Encontro Diocesano de Alunos de EMRC do 9.ºano e a implementação de uma Campanha Diocesana de Solidariedade a reverter para a Fazenda da Esperança, instituição que acolhe e reintegra jovens toxicodependentes, existente em Celorico da Beira. Outra atividade de grande impacto, tem a ver com as Olimpíadas do Conhecimento de EMRC, que se realizarão, na semana da disciplina.     

Seguiu-se um momento musical, protagonizado por duas alunas do 9.ºano, para quem a disciplina foi e continuará a ser uma opção cheia de sentido.

A equipa do Departamento Diocesano expôs, de forma sucinta, informações relevantes decorrentes da reunião nacional dos Secretariados diocesanos, realizada em Fátima, no passado dia 8 de julho, designadamente algumas desconformidades relacionadas com a proposta e o funcionamento da disciplina nas escolas, quer ao nível da matriz curricular, ao nível da elaboração de horários ou da constituição de turmas. Foram dadas algumas orientações aos professores, alertando-os para formas de atuação que garantam rigor, verticalidade e bom senso.

Coube ainda à equipa do Departamento Diocesano, prestar contas sobre os recursos disponíveis, apresentando as respetivas receitas e despesas, e mostrando como os diversos contributos se tornam imprescindíveis para o êxito das atividades concretizadas.

O Bispo Diocesano, D. Manuel Felício, felicitou todos os docentes pelo esforço e pela dedicação à disciplina, deixando a todos uma palavra final de encorajamento.

O Encontro de reflexão culminou com a leitura e convite à reflexão da “Metáfora do Oleiro” e com entrega de um pequeno objeto simbólico (ânfora), desafiando os docentes a incorporar os 5 verbos desta Metáfora na sua prática docente. Em jeito de conclusão, foram distribuídos os certificados da Ação de Formação “da ardósia ao tablet”, aos docentes que estiveram presentes na referida ação.

Houve ainda tempo para um almoço convívio com a participação dos docentes, do Bispo D. Manuel Felício, ao qual se juntou o Pároco do Fundão, Pe. Jorge Colaço.

No final do almoço, seguiu-se uma visita ao Marco Geodésico da Gardunha, junto ao qual foi possível contemplar toda a extensão e beleza da região da Cova da Beira, e ainda uma visita guiada à Casa Museu D. João de Oliveira Matos, onde foi possível conhecer a vida e obra do fundador de uma vasta família (Liga dos Amigos de Jesus) que, adotando um modo de vida à maneira dos primeiros cristãos, procura realizar em cada ambiente a divisa “É preciso que Jesus Reine!”.    

Educris|26.07.2017



Newsletter Educris

Receba as nossas novidades