0 / 0

Taizé/Viseu: «Este tempo é um convite a reinventarmo-nos», irmão David

Religioso português deixou testemunho da vida em comunidade e uma mensagem de esperança aos participantes no encontro virtual de alunos de EMRC de Viseu

Mais de três centenas de adolescentes e jovens participaram, neste sábado, numa oração virtual ao estilo de Taizé sob o tema «Manter a Esperança em tempo propício e fora dele…».

Aos participantes, e numa mensagem divulgada no final da oração, o irmão David deu conta “das inúmeras mudanças que aconteceram na pequena aldeia no sul da borgonha, em França.

“Este tem sido um ano de grande criatividade e de grande descoberta dos nossos media em Taizé. No ano passado, quando muitos nos escreviam pedindo apoio na oração começámos a transmitir e percebemos quando a nossa oração simples poderia ajudar a outros”, começou por dizer aos jovens.

Dando conta “do tanto descoberto ao longo de um ano diferente” o religioso português considerou que a pandemia, levou à descoberta de “novas formas de utilização dos meios sociais que temos” e permitiu “descobrir toda uma dimensão pastoral que desconhecíamos”.

“Ao longo do ano organizámos orações online, palestras, grupos de partilha, ateliês temáticos, encontros bíblicos. Se é certo que não é a mesma coisa esta realidade permite-nos estar juntos de outro modo”.

Para uma comunidade acostumada a acolher semanalmente milhares de jovens vindos de todo mundo o irmão David deu conta da autêntica “reinvenção do trabalho da Comunidade Ecuménica”.

“Como sabeis vivemos do nosso trabalho que vendemos na sala de exposição. Esta tem estado fechada durante a maior parte do tempo. Esta pandemia foi também oportunidade de reinventarmos novas formas de subsistência para viver. Lançámo-nos na produção de bolachas caseiras e estamos a desenvolver um projeto de chás aromáticos. Também adquirimos abelhas e esperamos, no próximo ano, vender o nosso mel”, exemplificou.

Tantos exemplos de “reinvenção” num tempo de mudança levaram o religioso a convidar os jovens a “penar no tema do «reinventarmo-nos» a ter a criatividade de procurar o nosso lugar no mundo de hoje que é tão diferentes do mundo de há um ano”, concluiu.

O encontro resultou de uma parceira entre o Secretariado diocesano da EMRC e a Pastoral Juvenil da Diocese de Viseu, e quis “desafiar todos os jovens a fazerem-se presentes e a orar no espírito de Taizé”.

Educris|15.02.2021



Newsletter Educris

Receba as nossas novidades