0 / 0

Bragança-Miranda: «Novas linguagens curriculares» em análise

Formação reúne docentes do nordeste transmontano do grupo 290.

“Definir o contributo da Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) para o processo de integração teórico-prática das novas linguagens curriculares” é apenas um dos objetivos da formação «Novas linguagens curriculares» que a cidade de Bragança acolhe no próximo dia 25 de janeiro.

A iniciativa, uma parceria entre a Universidade Católica Portuguesa e o Secretariado Nacional da Educação Cristã (SNEC) visa permitir uma “apropriação do conteúdo e implicações dos recentes documentos de referência curricular” e “criar instrumentos de planeamento curricular, de acordo com os novos modelos e paradigmas de gestaÌ?o autónoma e flexível do currículo”.

“A recente publicaçaÌ?o de diversos diplomas e documentos de refereÌ?ncia curricular leva a uma necessidade dos docentes integrarem na sua prática letiva específica as implicaçoÌ?es teórico-práticas de novos paradigmas curriculares”, sustenta o padre Delfim Gomes, diretor do Secretariado Diocesano da EMRC em Bragança.

Para o responsável a formação é, ainda, uma oportunidade para aprofundar conhecimentos “dos potenciais da formação à distancia a partir das ferramentas informáticas agora disponíveis”.

São esperados entre 15 e 20 docentes do grupo 290 numa formação com a duração de 25 horas em regime b-learning (4 horas presenciais + 21 em regime e-learning).

Educris|22.01.2020

 



Newsletter Educris

Receba as nossas novidades