EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Braga: Catequese lança inquérito para catequistas e famílias

Iniciativa presente “retirar evidências” da ação catequética em período de pandemia

A Arquidiocese de Braga, através do Departamento Arquidiocesano da Catequese, está a realizar o inquérito online «Catequese em contexto de confinamento provocado pelo COVID-19».

“Queremos conhecer a realidade de todas e cada uma das comunidades paroquiais e familiares. Perceber como está a ser realizado o acompanhamento catequético e quais as dificuldades no terreno”, explicou, esta tarde, ao EDUCRIS, Elmira Silva, coordenadora do departamento.

A Arquidiocese Bracarense conta com, “nunca menos milhar e meio de catequistas” nas várias fases do processo catequético.

“Sabemos o muito que tem sido feito pelos catequistas em cada comunidade paroquial. Acreditamos ter chegado o momento de reunir toda essa riqueza que foi nascendo num período particularmente difícil para todos”, aponta.

O questionário, dirigido a “catequistas e famílias”, não demora mais do que “5 minutos a preencher” e vai ajudar o departamento a “estruturar respostas” e a perceber as “dificuldades sentidas pelas famílias” apontando “caminhos de futuro neste setor da Igreja”.

Elmira Silva espera “muita participação na resposta a desafio” por parte dos catequistas e famílias da Arquidiocese.

Catequese não pára em Braga

Já se democratizou, pelas redes, o hastag #catequesenãopára. Aquando do confinamento, e da correspondente interrupção das catequeses em todo o país, as paróquias tem vindo a mostrar-se próximas das famílias num tempo nem sempre fácil.

“Aqui em Braga existem centenas de paróquias que tem apresentado soluções muito criativas, nesta área da catequese”, afirma Elmira Silva.

O Departamento Arquidiocesano da Catequese aconselhado aos catequistas o uso dos recursos disponíveis como a “Catequese com o bispo Nuno”, que acontece na tarde de sábado na página da Arquidiocese no Youtube, e o «Catequese em Nossa Casa», de segunda a sábado.

Para os adolescentes, e semanalmente, é preparado um recurso próprio sob a forma de uma “Lectio Divina para os grupos de catequizandos que não estão a percorrer o projeto Sayes”.

De futuro, e após as conclusões do inquérito, Elmira Silva, pensa que se vai assistir a um reforço da proposta da “Catequese familiar”.

A 6 de junho, e em parceria com a Confraria do Sameiro, realiza-se uma peregrinação virtual para as crianças.

“Pensamos num futuro em que o destaque vai para a Catequese Familiar”, concluiu a responsável.

Educris|25.05.2020



AJUDA de Navegação


© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |