EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Covid-19: Papa convoca Mundo para momento de oração comum

Iniciativa reúne cristãos de diversas denominações na oração comum do Pai-Nosso

No final do Ângelus de hoje o Papa Francisco convocou o mundo para um momento de oração que vai decorrer na próxima quarta-feira, dia 25 de março, ao meio-dia, com a recitação do Pai-Nosso. O objetivo é invocar o fim da pandemia do Covid-19 que assola já mais de 180 países de todo o mundo.

“Nestes dias de provação, enquanto a humanidade estremece com a ameaça da pandemia, gostaria de propor a todos os cristãos que unam as suas vozes para o Céu. Convido todos os chefes das Igrejas e os líderes de todas as comunidades cristãs, juntamente com todos os cristãos das várias confissões, a invocar o Deus Altíssimo, Todo-Poderoso, enquanto recitam simultaneamente a oração que Jesus, Nosso Senhor, nos ensinou”, afirmou o Papa no interior da Biblioteca Apostólica.

O momento, que se realiza na festa da Anunciação, e “em que muitos cristãos recordam o anúncio à Virgem Maria da Encarnação do Verbo”, o papa pretende unir as vozes dos crentes para que “o Senhor ouça a oração unânime de todos os seus discípulos, que estão a preparar-se para celebrar a vitória do Cristo ressuscitado”, completou.

Para o dia 25 de março o Papa pede que se reze, “várias vezes ao dia” o Pai-Nosso e que “o recitemos todos juntos ao meio-dia”.

Na próxima sexta-feira, pelas 18h00 horas, na cidade de Roma, Francisco vai presidir a um novo momento de oração no adro da Basílica de São Pedro.

Francisco convidou todos os crentes a “participar espiritualmente através dos meios de comunicação”.

“Ouviremos a Palavra de Deus, elevaremos a nossa súplica, adoraremos o Santíssimo Sacramento, com o qual no final darei a bênção Urbi et Orbi [à cidade (de Roma) e ao mundo], à qual estará ligada a possibilidade de receber a indulgência plenária”, explicitou.

“Queremos responder à pandemia do vírus com a universalidade da oração, da compaixão, da ternura. Permaneçamos unidos. Façamos sentir a nossa proximidade às pessoas mais sós e mais provadas”, explicou.

Educris|22.03.2020

 



AJUDA de Navegação


© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |