EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Papa Francisco: Combater os «traficantes de morte» com o «Evangelho da Misericórdia»

Papa encontrou-se com os participantes da Conferência Internacional acerca das «Drogas e Dependências» que hoje terminou no Vaticano. Na sua intervenção o Papa pediu «politicas concertadas» pelos vários atores publicos e privados para "salvar a vida e restituir a dignidade" a todos os que a perderam para os "vendedores da morte".

Leia, na íntegra, a alocusão do Santo Padre.

Caros irmãos e irmãs,

 

Acolho-vos, de bom grado, no final da vossa Conferência Internacional sobre Drogas e Dependências. Saúdo-vos cordialmente e agradeço ao Cardeal Turkson as palavras com as quais ele introduziu o nosso encontro.

Nestes dias, lidaste com questões e problemas relacionados com o preocupante fenómeno das drogas e dos antigos e novos vícios que impedem o desenvolvimento humano integral. A comunidade como um todo está a ser desafiada perante as atuais dinâmicas socioculturais e as formas patológicas que derivam de um clima cultural secularizado, marcado pelo capitalismo de consumo, a partir de si mesmo, a perda de valores, o vazio existencial, e a precariedade dos vínculos nos relacionamentos. A droga, como já se ressaltou várias vezes, é uma ferida na nossa sociedade, que prende muitas pessoas nas suas redes. São vítimas que perderam a liberdade em troca dessa escravidão, um vício que podemos chamar de químico.

O uso de drogas causa sérios danos à saúde, à vida humana e à sociedade, sabei-lo bem. Somos todos chamados a combater a produção, processamento e distribuição de drogas no mundo. É dever e desafio dos governos enfrentar corajosamente esta luta contra os traficantes de morte. Traficantes de morte: não devemos ter medo de atribuir-lhes esta qualificação. Uma área cada vez mais arriscada está a aparecer no espaço virtual: em alguns sites da internet, os jovens, e não apenas estes, são seduzidos e arrastados para uma escravidão da qual é difícil libertar-se e que leva à perda do sentido da vida e às vezes mesmo da vida, Diante desse cenário preocupante, a Igreja sente a necessidade urgente de estabelecer no mundo contemporâneo uma forma de humanismo que leve a pessoa humana de volta ao centro do discurso socioeconómico-cultural; um humanismo cuja fundação é o "Evangelho da Misericórdia". A partir dele, os discípulos de Jesus encontram inspiração para implementar uma ação pastoral verdadeiramente eficaz, a fim de aliviar, curar e dar guarida aos muitos sofrimentos provocados pelas multiformes dependências presentes na vida humana.

A Igreja, unida às instituições civis, nacionais e internacionais, e outras agências educacionais, está ativamente envolvida em todas as partes do mundo a combater a propagação de vícios mobilizando os seus esforços na prevenção, tratamento, reabilitação e com projetos de reintegração que permitam restaurar a dignidade daqueles que foram privados dela. Para superar os vícios, é necessário um compromisso sinérgico, envolvendo as diferentes realidades presentes no território na implementação de programas sociais voltados para a saúde, o apoio familiar e, sobretudo, de educação. Nesta perspetiva, uno-me aos vossos desejos expressos na vossa reunião para que haja uma maior coordenação das políticas antidrogas e anti dependências - não servem políticas isoladas: é um problema humano, um problema social, tudo deve ser conectado - criando redes de solidariedade e proximidade com aqueles que são marcados por estas patologias.

Queridos irmãos e irmãs, agradeço-vos muito a contribuição que oferecestes nestes dias de estudo e reflexão. Encorajo-vos a continuar, nas várias áreas em que operais, o vosso trabalho de animação e apoio também a favor daqueles que saíram do túnel das drogas e de vários vícios. Estas pessoas precisam da ajuda e do apoio de todos nós: elas podem, por sua vez, acalmar o sofrimento de muitos irmãos e irmãs em dificuldade.

Confio os vossos esforços e os propósitos à intercessão de Maria Santíssima, saúde dos Enfermos, e enquanto vos peço para orarem por mim, abençoo de todo o coração as vossas famílias e comunidades. Obrigado.

Tradução Educris a partir do original em italiano

1.12.2018






AJUDA de Navegação


© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |