EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Papa convida ao «exame de consciência» para abrir espaço ao Espírito de Deus

Francisco lembrou a importância de um exame de consciência diário para "identificar tentações" e permitir "que entre em nós o Espírito de Deus

Na homilia que proferiu, por ocasião da eucaristia matinal a que presidiu na casa Santa Marta, no Vaticano, o Papa argentino apresentou o coração humano como "um campo de batalha" onde estão presentes diferentes espíritos:

"um dos espíritos, o de Deus, leva-nos às boas obras, à caridade e à fraternidade e o outro, o do mundo, que nos impulsiona em direção à vaidade, ao orgulho, à suficiência e às coscuvelhices".

Partindo das leituras propostas pela liturgia do dia, Francisco convidou os presentes a recordarem a primeira leitura onde "apóstolo Paulo ensina aos Coríntios o caminho para ter o pensamento de Cristo, "um caminho marcado pelo abandono ao Espírito Santo", sustentou o Papa.

Para Francisco "o homem deixado às suas forças não compreende as coisas do Espírito" e o cabe ao crente, na sua vida cristã "combater o espírito do mundo para deixar espaço ao Espírito de Deus".

Como instrumento para esta "batalha" o Papa apresentou "o exame de consiência" como forte aliado para "ajudar a identificar as tentações e a perceber e discernir as foraças contrapostas que percorrem o coração humano":

"Todas as noites deveriamos revisitar o dia para verificarmos se prevaleceu a vaidade e a soberba ou se se conseguiu imitar o Filho de Deus. Conhecer o que acontece no coração. Se nós não fizermos isto, se nós não soubermos o que acontece no nosso coração somos como os ‘animais que não entendem nada’, e guiamo-nos somente pelo instinto", apontou.

No final o Papa rezou:

"Que o Senhor nos ensine a fazer sempre, todos os dias, o exame de consciência".

Educris com Osservatore Romano



AJUDA de Navegação


© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |