EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Regina Coeli: Papa centra alocução na viagem a Fátima

Na recitação dominical do Regina Coeli desta manhã, na praça de São Pedro, no Vaticano, o Papa Francisco abordou a sua visita ao Santuário de Fátima e propos a "oração e a penitência" como modos de acabar "com as pequenas e grandes guerras que desfiguram o rosto da humanidade".

Leia, na íntegra, a alocução do Papa Francisco

 

Queridos irmãos e irmãs, bom dia!

Ontem à noite voltei da peregrinação a Fátima - saudámos Nossa Senhora de Fátima! - e a nossa oração mariana, hoje, é de particular importância, carregada de memória e profecia, na qual se guarda a história com os olhos da fé.  Em Fátima mergulhei na oração do santo povo de fiel, oração que brota como um rio há cem anos, para implorar a proteção maternal de Maria em todo o mundo. Dou graças ao Senhor porque me permitiu colocar-me aos pés da Virgem Mãe como peregrino da paz e da esperança. Agradeço de coração aos bispos, ao bispo de Leiria-Fátima, às autoridades do estado português, ao presidente da Republica e a todos os que ofereceram, a sua colaboração.

Desde o início, quando a Capelinha das Aparições fiquei em silêncio durante longo tempo, acompanhado pelo silêncio orante de todos os peregrinos, criou-se um clima de recolhimento e de contemplação, no qual foram realizados os vários momentos de oração. E no centro de tudo esteve o Senhor ressuscitado, presente entre o seu povo na Palavra e na Eucaristia. Presente entre os muitos doentes, que são os protagonistas da vida litúrgica e pastoral de Fátima, como de todos os santuários marianos.

Em Fátima, a Virgem escolheu o coração inocente e a simplicidade do pequeno Francisco, Jacinta e Lúcia, como depositários da sua mensagem. Estas crianças receberam-na com dignidade, e para foram reconhecidas como testemunhas credíveis ??das aparições, tornando-se modelos de vida cristã. Com a canonização de Francisco e Jacinta, propus a toda a Igreja o seu exemplo de fidelidade a Cristo e testemunho evangélico e também o cuidado de toda a Igreja pelos mais pequenos. A sua santidade não é uma consequência das aparições, mas da fidelidade e ardor com o qual eles responderam ao privilégio recebido de poder ver a virgem Maria. Após o encontro com a “bonita Senhora” – assim a chamavam- recitando com frequência o Rosário, fazendo penitencia e oferecendo sacrifícios para obterem o fim da guerra e pelas almas mais necessitadas da misericórdia divina.

Ainda hoje existe tanta necessidade de oração e penitência para implorar a graça da conversão, para implorar o fim das muitas guerras que estão em todo o mundo e que cada vez aumentam mais, bem como o fim dos absurdos grandes e pequenos conflitos que desfiguram o rosto da humanidade.

Deixemo-nos guiar pela luz que vem de Fátima. O Coração Imaculado de Maria é sempre o nosso refúgio, nossa consolação e a via que nos leva a Cristo.



AJUDA de Navegação


© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |