EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Aveiro: Recolha solidária rendeu mais de duas toneladas de tampas

Iniciativa do Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-velha (AEAAV) promoveu campanha solidária para com criança de Viseu

Entre janeiro e maio de 2019, o grupo de Educação Moral e Religiosa Católica mobilizou todo o agrupamento escolar para uma "recolha de tampinhas de plástico e metal" que tinham por fim ajudar aos tratamentos "uma criança de Viseu".

"Quanto tomámos conhecimento da história desta menina de nome 'Mafalda' quisemos fazer alguma coisa. Toda a história sensibilizou os nossos alunos", afirmou ao Educris o professor Luís Silva daquele agrupamento de escolas.

A Mafalda é portadora de uma doença rara do metabolismo chamada “Síndrome CDG” que interfere diretamente com a coordenação motora, a linguagem e a visão. As terapias a que é submetida são dispendiosas e por isso o AEAAV começou "a recolher as tampinhas que foram entregues a uma empresa de reciclagem de resíduos que num protocolo solidário se compromete a pagar as terapias".

O valor recolhido pelas escolas, mais de 2,5 toneladas de tampinhas, vai permitir financiar "três meses de tratamentos desta menina de quatro anos de idade".

A mãe da criança, Joana Peixinho, tem presença na rede social facebook com o projeto «Sorriso da Mafalda» onde explica "a rara doença da filha" e as "terapias a que é submetida para poder melhorar a sua condição de saúde".

Em março passado, a Mafalda visitou a Escola Básica e Escola de S. João de Loure, duas das escolas do Agrupamento de escolas de Albergaria-a-Velha.

"Vê-la permitiu dar um rosto real à campanha que ganhou novo alento, a partir dessa data", sustentou Mónica Pires, coordenadora da iniciativa.

"Esta iniciativa permite ajudar a Mafalda, que sempre foi a nossa prioridade, e, ao mesmo tempo, cuidarmos da natureza", sublinhou a responsável.

Educris|25.06.2019




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |