EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Aveiro: XVIII Interescolas Diocesano de EMRC acolhe 4500 alunos

Iniciativa conta com a participação de quase todas as escolas da diocese de Aveiro

4500 alunos inscritos na disciplina de Educação moral e Religiosa católica (EMRC) são esperados amanhã, dia 7 de maio, no Cais da Fonte Nova, em Aveiro.

A iniciativa, da responsabilidade do Departamento diocesano da Pastoral nas Escolas, constitui-se como um “desafio” e uma prova de “vitalidade”, como explicou ao EDUCRIS o diretor Sérgio Martins.

“Contamos com 28 agrupamentos de escolas e escolas privadas presentes na diocese o que corresponde à quase totalidade da realidade educativa na diocese. Tantos alunos são um desafio interessante e mostram a vitalidade da disciplina e do trabalho dos professores nas escolas e dos alunos que fazem a escolha da EMRC com alegria”.

O Encontro, sob o tema «Com a EMRC vou…anunciar» tem início com o “acolhimento e a apresentação das escolas com faixas, bandeiras e slogans”.

Pelas 10h00 os alunos vão ajudar a construir uma “instalação” que é a “marca do dia”, uma iniciativa já tradicional nos Interescolas de Aveiro e que pretende “deixar uma marca na cidade sempre em parceria com o município local”, lembra Sérgio Martins.

Este ano os alunos vão “colocar na estrutura pequenos pedaços de azulejo, tipicamente aveirenses, de modo a construir um novo ‘monumento’ que marque para sempre a presença de tantos jovens nesta região e demonstre a diversidade presente nas escolas”, explica aquele responsável.

Após a intervenção de D. António Moiteiro, bispo de Aveiro e presidente da CEECDF, e de vários responsáveis camarários, os alunos vão percorrer as ruas de Aveiro numa autêntica “arruada cheia de alegria, festa e animação”.

Da parte da tarde os alunos vão realiza vários "ateliers e atividades radicais", sustenta a organização.

O encontro termina com o já tradicionais “talentos de Ílhavo" com atuações em palco de alunos da região.

Campanha de Solidariedade apoia estudantes na Guiné Bissau

«O meu sonho é estudar» é o tema do gesto solidário que durante o ano animou as aulas de EMRC de toda a diocese. Os resultados da campanha vão ser apurados e divulgados no Interescolas.

“Quisemos envolver os alunos com uma iniciativa que permita, efetivamente, ajudar a mudar o mundo. Isso faz-se com a educação e o projeto que apadrinhámos para que algumas crianças Guineenses possam estudar”.

Com a parceria estabelecida com a ORBIS, uma organização internacional de solidariedade especializada em ensino, os alunos procuraram reunir “dinheiro para que outros alunos como eles possam estudar em África”.

“Não sabemos, ainda, os valores finais por que vão ser aquilo que os nossos alunos conseguiram angariar durante o ano, mas é uma forma muito clara de ensinar os mais novos os valores da fraternidade, da cidadania, da atenção ao outro e a uma realidade onde estudar custa apenas 75 euros por ano para cada aluno”, reforçou Sérgio Martins. 

Educris|06.05.2019

 




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |