EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Porto: Escola e Igreja analisam EMRC

A vigararia de Paços de Ferreira, na diocese do Porto, promoveu, no passado dia 28 de novembro, um encontro entre os párocos desta unidade pastoral e o diretor do Secretariado Diocesano do ensino da Igreja nas Escolas (SDEIE), professor António Madureira.

A assessora vicarial dos docentes de EMRC, Berta Silva, em declarações, afirma que a iniciativa procurou " responder ao desafio do bispo diocesano D. António Francisco dos Santos" que pediu "uma maior relação entre a disciplina de EMRC e as  diversas vigararias da diocese".

O encontro teve lugar na Escola Secundaria de Paços de Ferreira e teve como objetivo principal a "análise da situação de EMRC e as possíveis parcerias com as Paróquias e entre escolas/agrupamentos",  da comunidade do concelho de Paços de Ferreira.

padre Joaquim Samuel  Guedes, vigário de Paços de Ferreira, destacou a "importância deste encontro" e chamou alertou para a necessidade de, na elaboração dos horários, "não se criarem obstáculos aos alunos que pretendem frequentar EMRC".

O diretor do SDEIE louvou a iniciativa lembrando a importância de se ir "ao encontro das necessidades educativas e de se satisfazer a vontade dos pais que voluntariamente inscrevem ou pretendem inscrever os seus filhos em EMRC, nomeadamente no 1º ciclo do Ensino Básico".

José valentim Sousa, diretor da escola Secundária de Paços de Ferreira, e Amância  Santos, diretora do Agrupamento de Escolas de Freamunde, realçaram o "papel da disciplina nos projetos educativos locais" e mostraramse satisafeitos com "o empenho dos professores na vida das respetivas comunidades e no momento da opção pela disciplina de EMRC".

Da reunião surgiuram algumas propostas de atividade conjunta entre as escolas e a vigagaria local. Assim vai realizar-se uma "exposição de presépios no Centro Comercial Ferrara Plaza" e uma caminhada solidária denominada de "MorPassos" a realizar entre a Escola Secundária D. António Taipa, em Freamunde, e a Escola EB 2/3 de Eiriz,  que pretende envolver alunos, famílias e instituições locais.

Os fundos  desta iniciativa reverterão a favor do projeto “Há ir e voltar”, para a construção de uma escola no Quénia.




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |