EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Teólogo reflete sobre «o regresso de Deus» ao Ocidente

Tomas Halik vai estar em Lisboa no próximo dia 3 de maio no auditório da Culturgest para uma conferência subordinada ao tema "O Regresso de Deus".

O autor de  "Quero Que Tu Sejas! – Podemos Acreditar no Deus do Amor?" e que em Portugal tem a chancela da editora Paulinas, é um padre checo que arriscou a prisão por defender as liberdades religiosas e culturais após a invasão do seu país por parte da União Soviética. Desde então tornou-se um dos mais destacados advogados do diálogo entre diferentes pertenças religiosas e não crentes.

Condenado em 1972 como “inimigo do regime” por parte do Governo comunista, Halík, hoje com 67 anos, passou quase duas décadas a organizar e construir uma extensa rede secreta de académicos, teólogos, filósofos e estudantes dedicada a cultivar os alicerces intelectuais e espirituais para o Estado democrático que ele e outros desejavam. Foi o tempo da “universidade subterrânea” e da “Igreja subterrânea”.

Esses anos de trabalho de campo e de aconselhamento a líderes que combatiam pela libertação, como Václav Havel, primeiro presidente da República Checa, e o cardeal Frantis?ek Toma?s?ek ajudaram a então Checoslováquia na transição para a democracia, após a “Revolução de Veludo” de 1989.

Os múltiplos livros e conferências de Toma?s? Halík preconizam que a longa tradição inteletual do catolicismo o situa como uma ponte entre as culturas ocidentais marcadas pelas religiões tradicionais, pelo secularismo e pelo islão.

Em 2014 Halík ganhou o Prémio Templeton, atribuído pela Fundação John Templeton (EUA).

A conferência tem entrada livre com confirmação de presença obrigatória através do preenchimento de alguns dados na plataforma online.




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |