EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

EMRC: Uma Antiga aluna, por Célia Nunes

Durante a Semana Nacional da EMRC 2016, subordinada ao tema "Rostos de Misericórdia" vamos conhecer testemunhos de vida de alunos, professores e antigos alunos que nos contam, na primeira pessoa, a sua experiência com a disciplina.

Hoje o testemunho de Célia Nunes da Diocese de Lisboa.

Eu sou a Célia, 51 anos, vivo em Peniche e sou antiga aluna de Educação moral e Religiosa Católica (EMRC), sim antiga aluna e não ex. como sempre dizia o meu professor, porque ex. é como alguém ou algo que já fez parte da nossa vida e passou, antigo é alguém ou algo que fez e continua a fazer sempre parte da nossa vida, sempre!

É assim que EMRC está na minha vida. Fui aluna de EMRC desde o 5º ano até ao 11º ano de escolaridade. Inicialmente a disciplina era mais uma e vivi-a como adolescente que era, sem lhe dar grande valor. Gostava das coisas que se faziam na aula, gostava da Professora Clotilde e pouco mais. Ao passar para o Secundário tudo muda de figura, achamos que já sabemos tudo e que já somos adultos. Comigo foi assim.

Mas eis que vem EMRC e “O PROFESSOR”. E tudo o que eu achava que era garantido vem alguém e diz-me não é assim.

EMRC e o meu querido PROFESSOR CHICO mudou toda a minha vida (e a de milhares de alunos que passaram pela sala 302). Sei que a pessoa que hoje sou devo à Disciplina e ao amor dedicado, aos valores ditos e vividos, aos exemplos explicados e aplicados na vida, e às lágrimas no canto do olho sempre transmitidas pelo nosso professor e “Mestre”.

Em algum momento das aulas ou da vida ele (o professor) se esquecia de ter presente o “Senhor das margens do lago” (Jesus). Não posso deixar de referir que há momentos na vida da “Família de EMRC” da Escola Secundária de Peniche” que são “Diamantes” nas nossas vidas.

Temos uma fantástica Festa de Finalistas (1º Maio) em que nos reunimos à volta do altar, e o resto é emoção. Temos uma fabulosa Peregrinação a pé até “MARIA”, em que todos damos as mãos, e o resto é emoção. Temos uma magnífica “Campanha de Natal” que mobiliza toda a escola e gente fora da escola, que culmina com um presépio na escola, e o resto é emoção. E tantas outras atividades em que na grande parte delas o “Movimento dos Antigos Alunos de EMRC” também está presente.

Educação Moral e Religiosa deveria ser, na minha opinião, uma disciplina obrigatória e não uma disciplina de opção. Teríamos, com toda a certeza, uma geração de homens e de mulheres mais formados, mais humanos, mais capazes de “Mudar o seu metro quadrado”.

Tenho orgulho - muito orgulho - em ser antiga aluna de EMRC. O que eu sou e o que penso devo-o aos ensinamentos recebidos, e mesmo não tendo mais, tenho a maior herança da vida:

 

- Um Hino - “Senhor Tu fixaste os meus olhos”

- Uma Padroeira - “Nossa Senhora do Rosário de Fátima”

- Um Lema - “Deixa por onde fores caminhando, brilhante sinal da Tua bondade”.

 

Célia Ramos Nunes

 




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |