EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

EMRC: Uma escolha de Vida, por Mónica Coelho

Durante a Semana Nacional da EMRC 2016, subordinada ao tema "Rostos de Misericórdia" vamos conhecer testemunhos de vida de alunos, professores e antigos alunos que nos contam, na primeira pessoa, a sua experiência com a disciplina.

Hoje o testemunho da professor Mónica, da diocese de Santarém.

"Chamo-me Mónica Coelho, tenho 34 anos e sou casada. Natural de Vila Chã de Ourique, concelho do Cartaxo, embora atualmente resida no concelho de Torres Novas. Considero-me uma pessoa alegre, comunicativa e que se adapta facilmente a novas realidades. Gosto de cantar, de fazer teatro, de contar histórias, de animar as festas dos mais novos, etc... Sou catequista nas paróquias de Torres Novas e oriento sempre que posso o coro da catequese.

Licenciada em 1º ciclo do Ensino Básico, é à Educação Moral e Religiosa Católica que me tenho dedicado nos últimos anos. Atualmente frequento a licenciatura de Ciências Religiosas.

Como surgiu este caminho profissional? Surgiu naturalmente, em conversa com um colega, que me disse que era boa para professora de EMRC, e porque não? comecei a pensar no assunto, falei com o meu pároco, que me passou uma carta de recomendação, que fui apresentar na minha diocese, em Santarém. Uma vez que sempre estive ligada à minha paróquia, através da catequese, grupos de jovens, coro, etc... E assim me lancei na aventura, no grande desafio e missão de ser professora de EMRC. Quando comecei a lecionar, senti de imediato que não era uma professora qualquer, mas sim a professora de Moral, com tudo o que isso possa ter de bom e de mau no início... Encaro esta missão com muita alegria, mas também muita responsabilidade, pois somos o rosto da Igreja nas escolas. Recordo o colega de uma escola, por onde passei, que me chamava, na brincadeira, a “funcionária de Deus” e é isso mesmo, estamos sempre ao serviço, somos um instrumento nas mãos de Deus. Desde que comecei, já tive todos os níveis de ensino, desde o 1º ao 12º ano. Sinto que a disciplina contribui para desenvolver nas crianças e jovens um sentido para a vida, amadurecer as suas interrogações, dando sempre a conhecer a mensagem de Jesus Cristo. Na maioria das vezes, não é fácil, mas através do nosso exemplo e testemunho, fazemos com que a comunidade educativa veja em nós o rosto de Cristo. Devemos ser sinais de esperança e aproveitar as aulas de EMRC para desenvolver com os alunos atividades de enriquecimento pessoal. Vejo a minha missão na ajuda que posso dar aos mais novos a serem cidadãos ativos, numa sociedade que por vezes anda de costas voltadas. Ajudá-los a serem jovens com uma consciência livre, madura, responsável, sempre assente em valores éticos, estéticos, morais e espirituais. A disciplina de EMRC é uma proposta de libertação, onde há ou deveria haver uma relação de abertura e diálogo, consigo próprio e com os outros. Tento estar atenta às dificuldades dos alunos, disponível para os escutar sempre que eles o desejem e sintam necessidade, mesmo fora do tempo letivo.

É tão bom, tão gratificante quando passamos por ex-alunos e “atravessam” a estrada para nos virem cumprimentar, gritando o nosso nome “professora de Moral”.

Mónica Coelho

 




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |