EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Leiria-Fátima: D. Ximenes Belo convida à prática dos Direitos Humanos

"Vós sois sementes, não para guerra, conflitos, mas sementes para o bem, paz, justiça". As palavras são de D. Ximenes Belo, bispo emerito de Dili e prémio Nobez da Paz.

Na visita que realizou recentemente à Escola Básica e Secundária de Ourém, na diocese de Leiria-Fátima, o prelado exortou os alunos "praticar os direitos humanos" uma vez que hoje se assiste, ainda, ao "desrespeito pelos direitos humanos".

Na palestra que proferiu nesta comunidade educativa, por ocasião das comemorações do Dia Internacional dos Direitos Humanos, D. Ximenes Belo alertou para o perigo do "bullying nas escolas" e convidou os estudantes a "debruçar-se como quem estuda nesta declaração de direitos universais" de modo a "não exigir os nossos direitos e não pensamos no nosso dever de servir a comunidade".

Em declarações ao EDUCRIS o docente de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) Orlando Marques, congratulou-se pela iniciativa e referiu que a mesma foi "um momento muito belo vivido nesta escola" com "alunos, professores e assistentes operacionais, a uniram-se em torno deste incontornável defensor dos direitos humanos em Timor Leste, que dedicou uma manhã para conversar com as turmas do 9.º ano e do ensino secundário".

Na entrada da escola o bispo emérito de Dili foi recebido "por palmas e por uma largada de balões brancos em sinal de paz", refere Orlando Marques.

A diretora do Agrupamento, na sua intervenção, destacou a "enorme honra" de receber um prémio nóbel e destacou D. Ximenes Belo como uma "personalidade que fez da sua vida uma luta constante por estes valores". Para a diretora este foi um momento de "ajudarmos os mais novos a construir cidadania respeitadora, saudável".

A história, a importância, a pertinência e a urgência de manter na ordem do dia a Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH), estiveramno centro da intervenção do prémio Nobel. No final da sua  da sua intervenção houve um espaço para perguntas dos alunos, às quais D. Ximenes respondeu, estabelecendo-se assim um diálogo muito interessante e enriquecedor".

 

 

 




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |