EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

EMRC: promover o diálogo entre fé e cultura

Chegada uma vez mais a Semana Nacional da Educação Cristã, quando o ano lectivo se encontra na sua etapa inicial, importa referir algumas linhas que orientam a acção da Educação Moral e Religiosa Católica em 2010/2011.

 A EMRC participa na missão educativa das escolas, que, segundo os bispos portugueses, devem "guiar-se pela promoção constante da dignidade humana, pela formação de uma interioridade criativa e solidária no coração de cada estudante" (CEP, Carta Pastoral A Escola em Portugal - Educação integral da Pessoa Humana, 2008).

Essa tarefa revela-se campo privilegiado na missão evangelizadora da Igreja, que, em obediência ao Mestre, não cessa de anunciar o Evangelho, procurando criar possibilidades de encontro entre Deus e o Homem, o que acontece no recôndito de uma interioridade aberta ao sentido último da existência.

Queremos, pois, ao longo deste ano lectivo ser agentes facilitadores desse encontro, em sintonia com a missão de toda a Igreja. Sabemos que o nosso trabalho assenta nos valores do Evangelho, que nos identifica e ao qual procuramos ser fiéis, antes de tudo.

A participação na vida da escola é a possibilidade de realizar a missão que nos é própria. Assumimos que fazemos parte da sua cultura; fazemo-nos presentes nos seus planos de trabalho e nas suas múltiplas realizações; procuramos desempenhar com competência as tarefas que nos são atribuídas.

Mas ser professor de EMRC é também ser portador de esperança, serenidade e lucidez, sobretudo em tempos conturbados, pois, tal como no lago de Tiberíades, sabemos que está connosco Jesus, aquele que acalma a tempestade.

Os nossos alunos são aqueles a quem somos chamados a dar razões de esperança, em primeiro lugar. É a eles a quem queremos dizer que Deus tem um sonho de felicidade para cada um. É a eles a quem apresentamos a nossa disciplina, como um tempo de descoberta de um sentido para a vida. É a eles a quem queremos levar a compreender que aproximar-se de Deus é descobrir em cada dia formas de plena realização pessoal.

Sabemos que esta mensagem se destina à globalidade dos alunos e não apenas aos de famílias católicas. Por isso seremos criativos na apresentação da nossa disciplina, de modo a que todos eles encontrem nela um espaço de alegria e crescimento, espaço esse animado pelo mesmo dinamismo que deu vida às comunidades dos primeiros cristãos.

O departamento de EMRC elaborou um plano de trabalho que procura apoiar o trabalho dos docentes nas escolas e suscitar o dinamismo necessário ao bom desempenho da sua missão. Tal apoio é feito em estreita colaboração com os secretariados diocesanos, através de contactos diversificados ao longo do ano, nomeadamente em encontros marcados para o efeito.

Procuraremos dedicar especial atenção às seguintes iniciativas: a elaboração de novos recursos didácticos, cujo projecto entra agora em fase de conclusão; Fórum de EMRC, que será estruturado de modo a constituir uma acção de formação acreditada; Semana Nacional da EMRC, à semelhança do que tem acontecido em anos anteriores; Encontro nacional para alunos do 1º ciclo, segundo o modelo dos anos anteriores; Encontro nacional para alunos do Ensino secundário, que acontecerá pela primeira vez e constituirá uma experiência muito válida de encontro, partilha e aprendizagem.

Todas as nossas acções são concebidas com a consciência de que fazemos parte do sistema educativo português, como área curricular disciplinar. Querendo dignificar esse estatuto, desenvolveremos acções que nos permitam o reajustar permanente da regulamentação da disciplina, de modo a que a sua prática nas escolas esteja cada vez mais de acordo com os princípios que a orientam e os objectivos a que se propõe.

Para a dignificação do estatuto de EMRC muito contam também os docentes, quer pelo seu bom desempenho no trabalho quotidiano, quer pelo estatuto pessoal e profissional de que gozam. Aliás, parece ser cada vez mais consensual que um bom desempenho requer uma adequada formação e qualificação profissional.

Assim, procuraremos encorajar uma reflexão que leve os docentes de EMRC a assumirem as exigências que são colocadas à generalidade dos docentes das demais áreas curriculares disciplinares, nomeadamente em matéria da formação requerida para a docência.

Do diálogo entre docentes de EMRC surgiu a sugestão do um lema que orienta o nosso trabalho: "Tornai as vossas vidas lugares de beleza", proferida por Bento XVI, em Maio de 2010 no Centro Cultural de Belém, foi a frase escolhida. Assim, queremos que neste ano lectivo, a nossa acção seja repleta de criatividade, dinamismo e alegria, e, para que seja realmente bela, leve os alunos a aproximarem-se mais do Criador, fonte primeira e última da Beleza.

Dimas Oliveira Pedrinho
Coordenador do Departamento de EMRC da FSNEC

Webmaster|2010-09-28|20:11:42




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |