EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Colégio cria "Banco de leite" para São Tomé

 

Em semana Nacional da EMRC fomos ao encontro dos docentes de EMRC do Colégio Liceal de lamas para tomar contacto com a realidade escolar e com a mais recente iniciativa da EMRC naquela escola: Um Banco de leite. A entrevista à professora Daniela Rodrigues, uma das docentes de EMRC desta Escola.

 

EDUCRIS:Como surgiu a ideia de um banco de leite?

 

Daniela: Aquando da planificação do ano letivo 2014-2015, demo-nos conta que no presente ano se celebra a conclusão do Projeto definido e iniciado no ano 2000 pela ONU ‘Objetivos de Desenvolvimento do Milénio’. Assim, não quisemos passar ao lado desta comemoração singular, depois de diversas iniciativas levadas a cabo na nossa escola neste contexto durante os últimos anos. Entre várias possibilidades, decidimo-nos pelo ‘Banco de Leite de S.Tomé e Príncipe’, numa dinâmica simbólica para sensibilizar a nossa comunidade escolar para a pobreza profunda por que passam os bebés e crianças daquele país africano de língua portuguesa.

 

 

 

EDUCRIS: Porquê São Tomé e Príncipe?

 

Daniela: Conhecíamos, pelas redes sociais, o Banco de Leite de S.Tomé e Príncipe e ficámos muito impressionados com a real situação da carência de leite naquele país africano, ex-colónia portuguesa. Em 2012, o Frei Fernando Ventura e o bispo de S.Tomé, D.Manuel António dos Santos, criaram o ‘Banco de Leite’ com o objetivo de fornecer leite em pó, farinhas lácteas e leite de substituição a cerca de 2000 crianças inseridas em orfanatos de S.Tomé e Príncipe, de forma a tentar combater a mortalidade infantil daquele país africano, que atualmente se cifra nos 52%. O Frei Fernando Ventura tem tentado dinamizar o empreendedorismo social e envolver toda a sociedade civil portuguesa na concretização deste projeto.

 


EDUCRIS: Como funciona o banco de Leite?

 

Daniela: A campanha, que contou com o apadrinhamento dos atores Sandra Santos e João Catarré e de D.Manuel António Santos, Bispo de S.Tomé e Príncipe, procurou ajudar a comunidade escolar a viver a época quaresmal de uma forma mais real e concreta através da solidariedade. Houve a preocupação de sensibilizar alunos, professores, encarregados de educação e funcionários para a fraternidade, a partilha e o altruísmo, concretizadas essencialmente na oferta de produtos lácteos aos bebés e crianças de S.Tomé e Príncipe.

 


EDUCRIS: Quantos alunos estão envolvidos?

 

Daniela: De 09 a 13 de fevereiro, toda a comunidade colegial (cerca de 2200 alunos, professores e pessoal não docente) foi sensibilizada para esta causa solidária, nas aulas de EMRC e através de cartazes alusivos. Fizemos dois vídeos, Projeto "Banco de Leite de S.Tomé e Príncipe" - CLSML e Banco de Leite em S. Tomé e Príncipe | EMRC | Colégio de Lamas que foram publicados no Youtube, para ajudar na divulgação desta causa solidária nas redes sociais, no blogue de EMRC (www.emrccolegiodelamas.blogspot.com) e no site da nossa escola (http://site.colegiodelamas.com).

 

Entre os dias 02 a 13 de março, alunos, famílias, professores e funcionários fizeram chegar aos professores de EMRC o seu contributo ao jeito de renúncia quaresmal.

 

EDUCRIS: Como tem sido a adesão?

 

Daniela: Os resultados estão a ser muito satisfatórios, a julgar pela enorme generosidade manifestada por toda a comunidade colegial. Na última semana de aulas do 2ºperíodo, os produtos lácteos oferecidos serão entregues aos responsáveis do Banco de Leite da zona norte que funciona no Lar Juvenil dos Carvalhos e, muito brevemente, chegarão às crianças santomenses.

 

 




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |