EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Lisboa: "Ser cura para os abandonados da escola"

Óbidos recebeu, no passado dia 9 de janeiro, o tradicional "jantar de Reis" dos docentes de EMRC da diocese de Lisboa.

Participaram no encontro cerca de meia centenas de docentes vindos de toda a diocese. Dentro da Vila de Óbidos a Igreja de São Pedro acolheu a eucaristia festiva de Reis.

Na homilia o Padre Paulo Malícia, diretor do Secretariado Diocesano do Ensino Religioso (SDER) refletiu sobre as leituras do dia e lembrou os docentes que tal como na palavra de Deus "os mais infelizes são os que não assumem a verdade do que não ou por excesso ou por defeito". Para o diretor do SDER isto acontece porque são "incapazes de enfrentar a verdade das suas limitações ou a beleza dos seus dons". Deste modo torna-se urgente, para todos "os que são educadores" ensinar os alunos a "assumirem a verdade das suas vidas" pois, deste modo, poderão "descobrir a chave da educação".

Dirigindo-se a todos os docentes que "andam desanimados na sua missão" o padre Paulo Malícia desejou que este ano possa ser "um ano alicerçado na preocupação de educar para a verdade" atentando, deste modo, ao legado da "civilização europeia no ensino da verdade". Tomando o evangelho do dia o diretor do SDER recordou aos presentes a imagem de Jesus que vai "ter com o mais rejeitado do grupo." Para o padre Paulo "é destes de que fala também o Papa Francisco quando afirma que se torna necessário ir às periferias". Deste modo, e como educadores, "é preciso ver o modo como o atual sistema educativo por vezes arrasa os alunos periféricos. a própria sociedade tende a esquecer as periferias". É preciso "não desistir do aluno com o qual ninguém se preocupa", afirmou.

No final da sua homilia o padre Paulo Malícia rezou:

"Que ao longo deste ano tenhamos a capacidade de ir ao encontro e curar aqueles que se encontram mais abandonados ou esquecidos na escola. Que o Senhor nos dê a capacidade de descobrir em todos os seus dons. Que tenhamos a coragem de enfrentar a verdade para educar nela".

No final da eucaristia os docentes partilharam uma refeição em conjunto em ambiente de partilha de experiências e confraternização.  




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |