EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Setúbal: Docente preparam novo ano

O Secretariado Diosesano do Ensino da Igreja nas Escolas (SDEIE) – Diocese de Setúbal– promoveu no passado dia 5 de julho, o encontro de planificação do ano letivo 2014/2015 na Escola Secundária Dr. José Afonso – Seixal.

Cerca de meia centena de professores de Educação Moral e Religiosa Católica – EMRC – provenientes de várias zonas da Diocese de Setúbal tiveram no passado sábado o seu encontro anual com vista à planificação do próximo ano letivo.

Reunidos na Escola Secundária Dr. José Afonso, no Seixal, começaram o dia com a oração da manhã organizada pelo grupo de trabalho do SDEIE, promotor da iniciativa. A oração partiu de uma dinâmica chamada “NUNCA te esqueças de regar a tua semente”. A conclusão deste momento de oração foi feita pelo padre Lobato, Vigário Geral da Diocese, em representação do Sr. Bispo, «é muito feliz esta alusão ao grão, das sementes e da eficácia daquilo que fazemos mesmo que nem sempre ela seja visível a curto prazo» referiu dirigindo-se aos professores «visando a eficácia do que fazemos devemos procurar, cada vez mais, ter a atitude do semeador que deve tomar a iniciativa de semear, tendo em conta os critérios da fé» - sublinhou.

Seguiu-se a partilha das conclusões da discussão sobre um documento que pretende repensar a forma de organização, trabalho e interligação dos professores da Diocese. Antes do trabalho do tempo de trabalho de planificação, por zona (vicararia), o SDEIE prestou alguns esclarecimentos sobre diversas matérias com destaque para as respeitantes à nova legislação do concurso dos professores da disciplina no próximo ano letivo.

O Rostos falou com José Joaquim Diretor do Secretariado que fez o balanço do encontro «a presença de 50 professores de um universo de 83 foi positiva pois as ausências foram justificadas na maioria por várias razões válidas o que é já um sinal de que os professores da nossa Diocese continuam a valorizar este encontro» sublinhou. O balanço do dia, disse este responsável, foi feito na reunião de delegados que se realizou após o almoço de confraternização «foi unânime a opinião de que este encontro é importante mas falta tempo para outras coisas pois é um dia bastante cheio» disse acrescentando «a questão do próprio almoço foi valorizada por ser espaço de partilha e convívio» - sublinhou.

Rui Nobre




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |