EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Fórum EMRC 2014: As redes de proximidade

Apresentamos o testemunho de Bento Oliveira, professor de EMRC no Colégio Amor de Deus, em Cascais e que participou no Fórum EMRC 2014.

Este fim de semana estive em Fátima a participar no FórumEMRC: Metas Curriculares - pressupostos, estruturas e desafios. Passei muito do meu tempo sentado em frente à minha vaca sagrada (expressão da minha esposa): o computador. Tinha como missão fazer chegar - a quem nos pudesse acompanhar através do online, ou do digital, como muito se referiu - o que de mais significativo se passava no Fórum. Quem quiser saber o que se passou, disse e se projetou é só ver aqui, aqui ou aqui.

Escrevo sobre o que não foi dito, mas que foi vivido por mim.
 
1. Uma fotografia.
 
\"\"
 
Nesta fotografia podemos ver a força do testemunho dos sacerdotes ortodoxos da Ucrânia que se colocaram entre os manifestantes e as forças policiais, procurando evitar o confronto. Ganha mais significado porque vi esta foto no último dia do oitavário de oração pela unidade dos cristãos. A força e coragem do testemunho.

2. Internet: uma rede de pessoas, não de fios.
Este Fórum foi realizado poucos dias após a publicação da mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial das Comunicações Sociais de 2014 [DMCS]: Comunicação ao serviço de uma autêntica cultura do encontro.
Muitos de nós discutimos o real e o virtual como dois mundos estanques, separados, desligados. Como se a pessoa do real não fosse a mesma do virtual. Como se eu no offline fosse uma coisa e no online outra. É minha convicção que real/virtual ou online/offline cada vez mais são a mesma coisa. Porquê? Porque sou o mesmo, não tenho duas caras, e o meu perfil é verdadeiro.
O Papa Francisco escreve que a "rede digital pode ser um lugar rico de humanidade: não uma rede de fios, mas de pessoas humanas" [DMCS]. Desde 2011 que venho experimentado isso. Como diz Francisco, "abrir as portas das igrejas significa também abri-las no ambiente digital, seja para que as pessoas entrem, independentemente da condição de vida em que se encontrem, seja para que o Evangelho possa cruzar o limiar do templo e sair ao encontro de todos" [DMCS]. Pelos vários projetos que dinamizei e dinamizo, vários grupos e muitas iniciativas em conjunto com colegas de trabalho, que me sinto a criar comunidade, a criar relação, a criar Igreja.
O Papa continua na sua mensagem: "Como é possível, apesar de todas as nossas limitações e pecados, ser verdadeiramente próximo aos outros? Neste mundo, os mass-media podem ajudar a sentir-nos mais próximo uns dos outros; a fazer-nos perceber um renovado sentido de unidade da família humana, que impele à solidariedade e a um compromisso sério para uma vida mais digna" [DMCS]. Foi esta alegria que senti no FórumEMRC quando dei um abraço António Rodrigues e ao Tó-Zé Pinto. Há muito que nos comunicamos, que partilhamos, que nos ajudamos nos trabalhos de professor de EMRC, que criamos Igreja. Demos um abraço como um amigo dá a um amigo que já não vê à algum tempo. Esse abraço significou relação, comunhão, proximidade, evangelização.
Porque "na realidade, quem comunica faz-se próximo. E o bom samaritano não só se faz próximo, mas cuida do homem que encontra quase morto ao lado da estrada. Jesus inverte a perspectiva: não se trata de reconhecer o outro como um meu semelhante, mas da minha capacidade para me fazer semelhante ao outro. Por isso, comunicar significa tomar consciência de que somos humanos, filhos de Deus. Apraz-me definir este poder da comunicação como «proximidade»" [DMCS].
Termino com uma passagem da Homilia D. António Francisco dos Santos, presidente da CEECDF, "sejamos capazes de nos abrir às surpresas de Deus, que se transformam diariamente em respostas aos desafios humanos".

Os Professores de EMRC são chamados a anunciar o Evangelho, construído um mundo novo, um mundo de esperança. Nunca esquecendo que a igreja tem que ser mais lugar de surpresa do que hábitos. (Papa Francisco)

Por Bento Oliveira




© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |