EESTATÍSTICAS DIOCESES E ESCOLAS

UTILIZADOR:  
PASSWORD:    

Taizé: Encontro Europeu em Estrasburgo

Este próximo Encontro Europeu terá lugar na região francesa da Alsácia e em Ortenaukreis, na região alemã de Baden. Preparado pela Comunidade de Taizé a convite das dioceses católicas e das igrejas protestantes dos dois lados do rio Reno, vai reunir dezenas de milhares de jovens para uma nova etapa da «Peregrinação de Confiança através da Terra», que o irmão Roger iniciou no final da década de 1970.

Os participantes, jovens de toda a Europa e também dos outros continentes, serão acolhidos pelas paróquias, pelas comunidades e pelos habitantes da região.

Terras de diálogo e de solidariedade, a Alsácia e o Baden tornaram-se sinais da reconciliação dos povos no coração da Europa. A cidade de Estrasburgo, rica de encontros entre culturas, testemunha sinais de esperança indispensáveis à construção europeia.

 

EMRC presente

De Barcelos parte o professor Justiniano Mota, docente de EMRC, com um pequeno grupo de alunos. Em declarações ao www.educris.com Justiniano lamenta “o pequeno grupo que leva” fruto “da crise que atravessamos” e que está a provocar “muitas falências nas fábricas do vale do Cávado”.

Para este docente de EMRC o encontro é a possibilidade de encontro “com outras culturas numa mesma fé” e quer ser “sinal de esperança para que quem vai se sinta mensageiro da esperança cristã”.

Papa Francisco envia mensagem

Também o Papa Francisco se associou ao 36.º encontro europeu enviando uma mensagem aos cerca de 30 mil jovens participantes: “Caros jovens, Roma guarda com alegria a memória do vosso encontro europeu no ano passado e, em particular, da bela oração que reuniu com o Papa Bento XVI milhares de jovens na Praça São Pedro. O Papa Francisco sente-se próximo de vós que estão agora reunidos em Estrasburgo e nas cidades e aldeias da Alsácia e de Ortenau: uma terra lacerada por guerras que causaram incontáveis vítimas, mas uma terra que carrega uma grande esperança, a da construção de uma família europeia. Acontecendo simultaneamente em dois países, o vosso encontro é um sinal. A Europa que atravessou e que atravessa ainda momentos difíceis precisa do vosso compromisso, da vossa fé e da vossa coragem. Estão reunidos para «procurar a comunhão visível de todos que amam a Cristo». É este o projecto que fixaram para os encontros em Taizé ao longo do ano de 2014. Estão conscientes de que a divisão entre cristãos constitui um obstáculo imenso para a realização da missão que foi confiada à Igreja e que a «a credibilidade do anúncio cristão seria muito maior, se os cristãos superassem as suas divisões» (Exortação apostólica Evangelii Gaudium, n.244). O Papa partilha convosco esta convicção de que podemos aprender tanto uns com os outros, porque as realidades que nos unem são numerosas”.

Para além desta são várias as mensagens de apoio que a Comunidade de Taizé tem recebido onde se destacam a do secretário-geral da Federação Mundial Luterana, o pastor Martin Junge; de Ban Ki-moon, secretário-geral das Nações Unidas ou do presidente do Conselho Europeu, Herman van Rompuy.

Proposições para 2014 pelo Irmão Alois

O prior de Taizé interpela os jovens com quatro proposições para 2014 que vão ser entregues durante o encontro: “Por toda a terra os que amam Cristo formam uma grande comunidade de amizade. A isso chama-se comunhão. Têm assim um contributo a dar para curar as feridas da humanidade: sem quererem impor-se, podem contribuir para uma mundialização da solidariedade, que não exclui nenhum povo nem nenhuma pessoa”.

Programa do Encontro:

Durante as manhãs do encontro os jovens vão reunir-se em “mais de 200 paróquias de acolhimento”, na França e na Alemanha, para momentos de oração e partilha.

Para as tardes de 29 e 30 de dezembro, o programa propõe vinte temas para reflexão como: “Crise, desemprego, precariedade… precisamos de inventar um novo modelo económico?”; “Justiça e Direitos do Homem: reflexões pessoais sobre o desafio de ser cristão”; “O diálogo ecuménico: para coexistirmos tranquilamente ou para nos deixarmos transformar pelo encontro com outros?”; “A Europa, terra de migrações: como podemos viver melhor juntos?”.

As orações comunitárias, à tarde e à noite, ocorrem simultaneamente em três pavilhões do Wacken, o parque de exposições de Estrasburgo, na catedral católica e na igreja protestante de São Paulo.

Durante o encontro uma página no site da comunidade vai apresentar o dia-a-dia desta reunião, com testemunhos de jovens e fotografias.

Em anexo disponibilizamos o guião do Encontro elaborado pelo professor Justiano Mota para uso durante o encontro.



Recursos:
Taizé: Encontro Europeu 2013:Download Documento



© SNEC, Todos os Direitos reservados | Contactos |